[QUADRINHOS] Alena: Quando o terror psicológico encontra o terror social (Resenha)

Para quem é fã de quadrinhos, especialmente do gênero terror humano, o ano já começou bem. Uma das primeiras obras anunciadas pela AVEC Editora para 2017, Alena, publicada originalmente em 2012, já venceu o The Adamson Statue, o mais prestigiado prêmio de quadrinhos da Suécia e agora (finalmente) chega em território brasileiro. Muita espera – e expectativa – se formou por essa chegada e, felizmente, Alena consegue entregar até mais do que o esperado. Na história, a vida da jovem Alena é um inferno. Desde que ingressou em uma escola de classe alta, ela sofre bullying diariamente das meninas mais populares, destacando-se a líder, Filippa. Sua única e melhor amiga, Josefin, acha que Alena já aguentou demais e se mostra determinada a resolver esse assunto, passando a agir para combater qualquer pessoa que possa querer maltratá-la. Há apenas um problema: Josefin está morta há um ano. Kim W. Andersson, o autor, explicou que Alena segue a mesma linha de horror romântico de seu trabalho anterior, Love Hurts (inédito no Brasil), mas com uma evolução em seu estilo. “Desta vez, no entanto, é uma história muito mais sombria. Depois de fazer minhas histórias em quadrinhos curtas por alguns anos e reunir uma … Continue lendo [QUADRINHOS] Alena: Quando o terror psicológico encontra o terror social (Resenha)