Legalmente Loira: um clássico moderno feminista
Legalmente Loira: um clássico moderno feminista

Legalmente Loira: um clássico moderno feminista

“Legalmente Loira” é uma comédia americana de 2001 dirigida por Robert Luketic e estrelado por Reese Witherspoon, e um daqueles filmes que provavelmente você já tenha visto na tv aberta ou pelo menos ouvido falar. Porém, na época de seu lançamento ou quando foi assistido alguns anos atrás, talvez tenha passado despercebido o seu teor feminista, que é o objetivo da resenha a seguir.

(CONTÉM SPOILERS)

O filme começa com Elle Woods (Reese Witherspoon), uma patricinha rica e popular, acreditando que será pedida em casamento pelo seu atual namorado Warner (Matthew Davis). No entanto, ao invés disso, ele acaba terminando com ela por estar indo para a faculdade de direito em Harvard, e necessitar de uma noiva séria e inteligente do “tipo que ele possa apresentar para a família”.

Elle é completamente estereotipada, loira, magra, e aparentemente se interessa apenas por roupas e garotos. Depois do fora de Warner, com o apoio das amigas, ela decide passar em Harvard e reconquistar o ex-namorado mostrando que é capaz de estar no mesmo parâmetro que ele deseja.

Resultado de imagem para legally blonde
Elle Woods e Bruiser Woods

Até aí o roteiro indica que esse será um filme sobre uma garota correndo atrás do ex, mas os acontecimentos posteriores nos mostram que é muito mais do que isso. Apesar de ter passado na universidade, Elle continua sendo tratada como burra e ninguém a leva a sério. Quando encontra Warner, descobre que ele já está noivo de outra garota, Vivian (Selma Blair), com o estilo intelectual completamente oposto ao da protagonista. Mas ela não desanima, se esforça e consegue as melhores notas, sendo selecionada para atuar junto a um grande caso de assassinato no qual a esposa é acusada de matar o marido rico.

Elle é a única que acredita na inocência da acusada e acaba conseguindo prová-la, de brinde dando um passa fora no professor que deu em cima dela e fazendo com que Warner a quisesse de volta. Mas, adivinha só, ela não estava mais interessada! E ainda se torna amiga de Vivian, que termina com Warner.

Elle passa o tempo todo ajudando a melhorar a autoestima das pessoas ao seu redor e ainda nos ensina que homem nenhum pode nos menosprezar, e que nós, mulheres, não somos rivais por conta de namorado. Por esses motivos que esse filme vale muito a pena, tanto para quem já assistiu, conferir de novo, quanto para quem não viu, dar uma chance para a história.

Resultado de imagem para legally blonde formatura
Elle ainda foi oradora da turma com um discurso inspirador

Salvar

Escrito por:

17 Textos

Acadêmica de jornalismo, feminista, problematizadora e apaixonada por cultura pop. Sonha em viajar o mundo, atualmente viaja nos pensamentos.
Todos os textos
Follow Me :