[QUADRINHO] A incrível e divertida aventura de “BEAR” (resenha)

bear

Esse ano tivemos o relançamento de “Dora”, pela editora MINO, o lançamento de “Mônica – Força”, da Graphic MSP, e também de “BEAR – Volume 3”, pela editora Nemo. O que os 3 têm em comum? Bianca Pinheiro. A gente já falou de “Dora” aqui e dessa vez vamos dedicar todo nosso amor à menina Raven e seu amigo urso, Dimas.

Leia mais »

[QUADRINHO] “Archangel” – a estreia de William Gibson nos quadrinhos (resenha)


É possível reverter a entropia? Essa foi a pergunta feita por dois cientistas fanfarrões no clássico conto “A Última Pergunta”, de Isaac Asimov, um clássico da ficção científica.

O fim de todas as coisas é esperado e muitas profecias apocalípticas foram feitas ao longo da nossa existência, prevendo o fim de tudo o que conhecemos. Mas será que o fim do mundo é o derradeiro fim de tudo?  E mais do que isso, é o fim para quem?

Leia mais »

[CINEMA] “Closer: Perto Demais” – mulheres por trás de seus complexos relacionamentos

closer-resenha-01

“Closer: Perto Demais” é um filme de 2004 dirigido por Mike Nichols, que marcou o público com a cativante música “The Blowers Daughter” (Damien Rice) e com a icônica personagem Alice Ayres, interpretada por Natalie Portman. Com um elenco de Julia Roberts, Natalie Portman, Jude Law e Clive Owen, propõe uma discussão sobre os relacionamentos através da interação dos quatro personagens principais.

[CONTÉM SPOILERS]Leia mais »

[CINEMA] O feminismo em “10 Coisas que Eu Odeio em Você”

11_1.jpg (1383×1017)

Clássico dos filmes adolescentes, “10 Coisas que eu Odeio em Você” estreou em 1999 e é protagonizado por Julia Stiles e Heath Ledger. Bom roteiro com boa trilha sonora (muito rock alternativo feminino!), nos traz algumas visões de ideais feministas, principalmente através de Kat, personagem interpretada por Julia.

Leia mais »

[QUADRINHO] O pequeno universo de Lila Cruz

desnudacapa
Detalhe da capa de “Desnuda”

A publicação independente de quadrinhos muitas vezes nos traz materiais bem diferentes do que costumamos ter na nossa estante. E ainda contamos com a certeza de que aquele é um trabalho feito com toda personalidade possível, com um interesse muito maior em criar uma identificação ou simplesmente ser uma expressão pessoal. São assim os zines de Lila Cruz, um mergulho no seu universo particular, onde ela fala de seu cotidiano, amor pela música, infância, relacionamentos, equilibrando as dores e diversões da própria vida.

Leia mais »