A representação feminina em “Life Is Strange”

A representação feminina em “Life Is Strange”

No mês de março, mês em que geralmente nós mulheres somos lembradas e recebemos comemorações, “felicitações” e afins, vale pensarmos em como o mundo gamer trata a questão feminina em seus jogos. Os jogos, como outros mecanismos de entretenimento, servem como transmissores de mensagens e assim como qualquer meio de informação, o conteúdo transmitido carrega em si uma carga do que quer transmitir, seja algo bom ou ruim.

Sabemos, sem nenhuma romantização, que geralmente os jogos excluem mulheres como protagonistas, tendem a objetificar a mulher quando esta se encontra na trama da história ou então coloca-la no papel de donzela onde sempre precisa ser salva por um homem ou então o único envolvimento da personagem feminina é como par romântico do “herói”. Apesar de ser algo bastante comum em diversos jogos, representar mulheres desta maneira (ou não representar), possuímos ainda games que quebram com esses estereótipos da figura feminina e nos apresentam diversidade e inclusão, mostrando que existem mulheres das mais diferentes formas.

Em especial, Life is Strange (confira nossa resenha do jogo AQUI) é um jogo que consegue retratar mulheres em suas diversas nuances e ao mesmo mostrar que um jogo pode servir como mecanismos de informação para auxiliar na desconstrução de conceitos e paradigmas ultrapassados.

Maxine Caulfield

Life Is Strange

Max é a protagonista de Life is Strange. É uma estudante que ama fotografia e música indie (a trilha sonora desse jogo é incrível). Podemos considerar sem medo, que Max é a “heroína” da história. O jogo é baseado nas escolhas feitas pela jogadora, o que implica que a trama pode se modificar ou ir se modificando à medida em que se desenvolve o game. Max sempre terá que escolher entre duas ou mais opções, mas quase sempre a protagonista começa com monólogos questionando se o que fez era a “melhor escolha”.

Todo o desenvolvimento da personagem se dá de maneira extremamente sensível. Conseguimos observar sua frequente preocupação com as pessoas, sua busca por proteger àquelas/es que ama e também sua luta por conseguir justiça. Max é uma protagonista incrível, que comprova que o caminho do amor ajuda a aliviar as cargas e dilemas da vida.

Chloe Price

Life Is Strange

Chloe é a típica melhor amiguinha com quem rola um climinha de “quero te beijar”. Max e Chloe eram amigas de infância, porém após anos sem se ver, acabaram se afastando. Assim que se reencontram, voltam a conviver, reatam os laços e começam a desvendar os mistérios de Arcadia Bay juntas. Chloe é uma personagem que foge do padrão de mulheres que são representadas nos jogos. Tem o cabelo pintado de azul, é tatuada e ama outras mulheres.

Logo nos primeiros episódios de Life is Strange, percebemos que Chloe é uma personagem forte que questiona o que lhe é imposto e não aceita decisões sobre sua vida que não sejam tomadas por ela mesma. Chloe é uma personagem intensa que não tem medo de demonstrar o que sente e não se obriga a sentir algo que não sente (arrasou, Chloe). Max e Chloe formam uma dupla incrível, um exemplo de girl power em dose dupla.

Kate

Life Is Strange

Nenhum jogo mostra tão claramente a empatia entre mulheres, a sororidade, como Life is Strange. Kate é uma personagem que estuda na mesma escola que Max e vem enfrentando alguns problemas em sua vida. Sem a ajuda da escola, amigas/os e até de seus familiares, Kate se vê sozinha no mundo e sem intimidade e confiança com ninguém. É nesse cenário que Max se aproxima da colega e começa a dar apoio em todos os níveis para Kate. Sem soltar spoilers, Kate enfrenta uma barra pesada, e se não fosse Max…

Enquanto jogamos podemos perceber a evolução da relação de ambas e também conseguimos observar a constante preocupação de Max com a amiga. A sororidade sempre serviu como um manto de proteção entre mulheres. Temos facilidade em apoiar e nos colocar no lugar de nossas amigas que foram assediadas ou então nos revoltamos com um feminicídio que ocorreu do outro lado do mundo. Isto ocorre porque a aliança entre mulheres permite que nos enxerguemos na outra e que assim possamos juntas chorar, sorrir, revoltar e amar. Max demonstra todo o companheirismo e empatia que tanto buscamos com Kate.

Ps.: Life is Strange possui outras personagens femininas importantes e que são essenciais na construção da narrativa, mas aqui listamos as  3 personagens que são mais marcantes!

Escrito por:

27 Textos

Feminista e estudante de serviço social. Ama Star Wars e é viciada em gatos. Adora conversar sobre gênero e brinca de ser gamer nas horas vagas. Nunca superou o fim de The Smiths.
Todos os textos
Follow Me :