[SÉRIES] Três razões para assistir “Penny Dreadful”

[SÉRIES] Três razões para assistir “Penny Dreadful”

“Penny Dreadful” é uma série de terror e fantasia (que também puxa para o sobrenatural) do canal Showtime, e teve sua estreia em 2014. Foi criada por John Logan, um grande roteirista americano que entre seus trabalhos tem filmes como “O Gladiador”, “O Aviador” e “Hugo”. A série é produzida por ele e por Sam Mendes, diretor do filme “Beleza Americana”. No seriado conhecemos as histórias de diversos personagens famosos da literatura vitoriana como por exemplo Dorian Gray e Victor Frankenstein, misturados com seres míticos e lendas urbanas.

O título da série se refere a publicações baratas de terror e ficção que eram vendidas no século XIX na Inglaterra, por isso o nome “Penny Dreadful”, em português seria algo como “centavos de terror” (tradução livre).

Pennys

Listaremos três motivos para você assistir a série:

1) Produção e roteiro impecáveis

Os cenários reproduzem de forma fabulosa a Era Vitoriana na Inglaterra, figurinos ricos em detalhes e a maquiagem de alguns personagens impressiona, principalmente a da criatura de Victor Frankenstein, que se auto denominou John Clare, igual ao poeta inglês. A cicatriz que fica do lado direito de sua cabeça e sempre fica a mostra, já que não cresce cabelo nessa região, a pele pálida, os lábios escuros, os olhos cor de mel bem claros com leves tons de vermelho dão uma imagem assustadora ao personagem; o roteiro é cheio de surpresas, desenvolvido brilhantemente, todos os personagens evoluem de forma gradual, não há viradas abruptas na história, mas há ótimos ganchos para próximos episódios e principalmente de uma temporada para outra.

Episode 104
Rory Kinnear como John Clare

 2) Elenco maravilhoso!

Na série só conhecia dois atores: Josh Hartnett (Ethan Chandler) e Eva Green (Vanessa Ives). Não assistia nada do Josh desde “30 Dias de Noite” de 2007 (faz tempo!) e a Eva tinha assistido no “Sombras da Noite”, de 2012, do Tim Burton. Confesso, fui assistir pela sinopse e pelos atores também. Fiquei impressionada com o elenco todo, são incrivelmente talentosos. Destaco alguns: Timothy Dalton (Sir Malcolm Murray), Harry Treadaway (Dr. Victor Frankenstein), Rory Kinnear (monstro do Frankenstein), Billie Piper (Brona Croft/Lilly), Helen McCrory (Madame Kali) aparece somente na segunda temporada), claro Josh e Eva estão inclusos nessa também. Não que os outros atores não sejam bons, muito pelo contrário, são ótimos também, destaco esses porque têm atuações muito marcantes na série.

Atores

3) As referências literárias e os seres místicos

A primeira grande referência literária, claro, é a clássica obra de Mary Shelley, “Frankenstein”. Tem também a “Drácula”, de Bram Stoker; “O Médico e o Monstro”, de Robert Louis Stevenson; “O Retrato de Dorian Gray”, de Oscar Wilde e outras pequenas referências. Os seres místicos mais presentes nas séries são os vampiros, as bruxas e os lobisomens. A série também trata do sobrenatural, e aí entram os demônios.

Uma curiosidade é que o personagem Sembene (Danny Sapani), o criado de Sir Malcolm, aparentemente é uma homenagem ao escritor e cineasta senegalês Ousmane Sembène, que é considerado o pai do cinema africano.

A série é um deleite aos olhos, uma das melhores produções no ar na TV no momento, vale a pena tirar uma hora pra assistir um episódio.

Escrito por:

Formada em Rádio e TV, maratonista e viciada em séries, eterna amante de um bom filme, escreve desde quando só conseguia usar desenhos para contar suas histórias, apaixonada por “Titanic” e uma quase bailarina que aprendeu muita coreografia em clipe da MTV. Sonha em morar no Canadá, escrever um livro, ter filhos, ser doula e conseguir colocar suas séries em dia.
Todos os textos
Follow Me :