[LIVRO] As Personagens Femininas em "Doutor Sono"
[LIVRO] As Personagens Femininas em “Doutor Sono”

[LIVRO] As Personagens Femininas em “Doutor Sono”

Devo confessar que sou uma leitora assídua do gênero terror. Infelizmente andei um tempo com os livros encostados, mas sempre foi a parte mais esperada do meu dia: poder sentar quietinha com um livro na mão e ficar completamente absorta pela história. Stephen King é um cara que tem o dom de te prender numa cadeira (sofá, cama, poltrona, etc) com os olhos presos no livro por horas, sem que você nem perceba.

Há uns meses – ok, há seis meses, quase sete – fiz uma resenha de Doutor Sono lá no Alien Queen, dizendo sobre como gostei do livro e como King escreve muito bem. Realmente, eu não mudaria nada sobre o que escrevi, minha opinião ainda é de que o livro é muito bom, as cenas são muito bem descritas e King é um escritor incrível, mas o livro não é só isso. Hoje vim acrescentar, aqui no Delirium Nerd, algumas palavras à minha resenha de meses atrás. 
Abra é uma garotinha de apenas 12 anos que enfrenta, quase sozinha, uma galera sem nenhum escrúpulo e com bastante fome do que eles chamam de “vapor”. Basicamente, “vapor” é a essência da vida humana, os caras basicamente sugam tua alma. Se você for uma criança iluminada, para eles é ainda melhor. 
Abra, não somente é a criança iluminada que Dan Torrance já viu, quanto tem um gênio forte e uma percepção precoce. Sua compreensão de mundo e do outro é bem avançada para uma criança de 12 anos. A construção da personagem é muito bem feita, a representação dela é verossímil, apesar de todas as fantasias da trama.
dsc03469
Dito isto, vamos para o segundo núcleo do livro: O Verdadeiro Nó, que tem como líder Rose, a Cartola. Umas das personagens mais fortes que já vi. A presença d’a Cartola pode fazer com que o mais prepotente dos homens se encolha, ninguém a quer nervosa. Até Danny Torrence, no alto de sua meia-idade, sente medo no primeiro vislumbre da moça. 
Claro que, invariavelmente, as duas personagens deveriam se encontrar. E se encontram. Abra, mesmo com medo (como qualquer criança), tem uma obstinação que chega a ser inconsequente (mais uma vez, coisa de criança). Rose, por sua vez, confiante pela imortalidade concedida ao nó, e teimosia por conta do próprio gênio. Esse encontro vem com uma bomba. São duas personagens que roubam todas as cenas em que aparecem. Embora o papel de Danny, como mentor, tenha um peso muito grande para a história, ele fica em segundo plano toda vez que a Cartola é apresentada. Abra não poderia ser uma protagonista melhor. 
A narrativa de King é impecável, a construção dos personagens é algo com o qual ele sempre toma muito cuidado (e tempo) e a condução da história sempre tira um pouco do fôlego. Com duas personagens femininas tão fortes e uma história tão convincente, sempre vale a pena ler.

 

Escrito por:

16 Textos

Parte humana, parte alien e muito feminista, sim senhor. Parece meiga, mas engana bem. Devora livros com farinha e tem verdadeira paixão por maratonar séries e engatar um dia de filmes. Problematiza sempre que pode e tenta manter o bom humor. Sempre gostou muito de escrever e criou o Alien Queen para isso, mas encontrou no Delirium Nerd um espaço de sororidade incrível.
Todos os textos
Follow Me :