[CINEMA] Florence – Quem é essa Mulher?: A 20ª indicação ao Oscar de Meryl Streep

[CINEMA] Florence – Quem é essa Mulher?: A 20ª indicação ao Oscar de Meryl Streep

Florence – Quem é essa mulher? conta a história da socialite Florence Foster Jenkins, uma grande apaixonada por música que queria ser cantora.

Aos seus ouvidos cantava bem, mas quem a ouvia não tinha a mesma percepção. O filme conta uma parte de sua história, como a busca por um pianista que a acompanhasse, sua relação um tanto quanto complexa com o segundo marido e a caminhada para a realização de um sonho: cantar no Carnegie Hall, em Nova York.

Florence – Quem é essa mulher? é dirigido por Stephen Frears, indicado ao Oscar de Melhor Diretor por duas vezes,  tem roteiro de Nicholas Martin e é estrelado por Meryl Streep, Hugh Grant, Simon Helberg, Rebecca Ferguson e grande elenco.

Florence Foster Jenkins (Meryl Streep) teve aulas de piano e canto quando criança, mas foi forçada a parar por seus pais. Perdeu uma irmã, que morreu vítima de difteria, ainda criança. Seu pai era banqueiro na Pensilvânia.

Florence - Quem é essa Mulher?
Florence Foster Jenkins e Meryl Streep

Seus pais não a apoiavam quanto a seguir carreira artística, mas Florence sempre quis trabalhar com música. Quando ficou um pouco mais velha, fugiu de casa para se dedicar a arte e casou-se com Francis Thorton Jenkins, mas não foi um casamento feliz. Florence contraiu sífilis do marido, com isso ficou com a saúde debilitada e perdeu os cabelos após passar a consumir mercúrio, que era a medicação utilizada na época contra a doença.

Francis faleceu em 1917. Florence ficou sozinha e em maus bocados até seu pai resolver aceitá-la na família novamente, mas só o fez com uma condição: que ela desistisse de seu sonho – e ela acabou aceitando.

Publicidade

Florence - Quem é essa Mulher?

Quando seu pai faleceu, herdou sua fortuna e então pôde se dedicar ao que sempre quis. Florence decidiu então se mudar para Nova York. Lá conheceu St Clair Bayfield (Hugh Grant), um jovem ator inglês e com ele se casou. A relação dos dois era um tanto quanto complexa.

Ele parecia ser bem protetor e apoiava seus sonhos para que se tornassem realidade, assim como ela desejava, mas não viviam na mesma casa e nem dormiam juntos. Ao que parece,  Florence tinha receio de transmitir a doença para ele e não tiveram filhos por conta disso. St Clair morava em outra casa, mas não sozinho. Vivia com Kathleen (Rebecca Ferguson), sua namorada, mas Florence não sabia da existência dela.

Florence fundou o The Verdi Club, uma casa de apresentações onde ela também realizava as dela. St Clair organizava todas as apresentações de Florence para que ele mesmo selecionasse quem poderia assistir – ele sabia que se populares ou mesmo críticos de jornais assistissem às apresentações, isso geraria um burburinho negativo e sua esposa não saberia lidar com a situação. Então ele conseguiu criar uma espécie de bolha em volta de Florence para protegê-la de qualquer situação desconfortável. Mas sabemos o quanto isso é ruim para qualquer pessoa e que essa bolha não se mantém intacta para sempre.

O filme começa quando Florence busca por um pianista que a acompanhe em suas apresentações de canto. Um jovem chamado Cosmé McMoon (Simon Helberg) é o escolhido. Ele acreditava ser uma grande oportunidade, até descobrir que a socialite não sabia cantar, daí ele fica apavorado, pensando em sua reputação. Mas o carisma dela vai conquistando o rapaz.

Florence - Quem é essa Mulher?

Seu grande sonho é cantar no Carnegie Hall, uma das mais prestigiadas casas de espetáculos dos Estados Unidos. O filme apresenta todo o processo até chegar a esse dia, que se tornou o grande momento de sua carreira. Ela veio a falecer um tempo depois, em 1944.

Publicidade

Florence – Quem é essa mulher? é um filme modesto, tem cenas engraçadíssimas, principalmente quando Meryl canta como Florence. O figurino é muito bem feito – não à toa a figurinista Consolata Boyle está concorrendo na categoria de Melhor Figurino no Oscar. E Meryl Streep conquistou sua 20ª indicação com sua atuação!

Hught Grant está bem na pele de St Clair e é interessante ver Simon Helberg em um filme com pegada de humor diferente da que se vê em The Big Bang TheoryO filme não se arrisca muito, se prende mais aos fatos da vida da personagem principal e ao humor em determinados pontos. O grande destaque nele de fato é a atuação de Meryl, que enche a tela. Ela é do tipo de atriz que dá gosto assistir, tamanha sua entrega para cada personagem que faz.

Quando se trata de Meryl Streep, a atriz está sempre figurando entre as favoritas a levar prêmios para casa, mas neste ano tem duas concorrentes fortes: Emma Stone por La La Land e Isabelle Huppert por sua atuação em Elle, que inclusive já lhe rendeu o Globo de Ouro esse ano. É esperar pra ver quem leva a estatueta!

Autora:

Formada em Rádio e TV, maratonista e viciada em séries, eterna amante de um bom filme, escreve desde quando só conseguia usar desenhos para contar suas histórias, apaixonada por “Titanic” e uma quase bailarina que aprendeu muita coreografia em clipe da MTV. Sonha em morar no Canadá, escrever um livro, ter filhos, ser doula e conseguir colocar suas séries em dia.
Todos os textos
Follow Me :