"Mrs. America" contará a luta feminista por igualdade nos Estados Unidos
“Mrs. America” contará a luta feminista por igualdade nos Estados Unidos

“Mrs. America” contará a luta feminista por igualdade nos Estados Unidos

A nova série da FX, “Mrs. America” acompanhará a história da aprovação da Emenda de Direitos Iguais nos Estados Unidos, que originou de um movimento de ativistas feministas que lutavam em prol da ratificação. Do outro lado, lutando contra a Emenda, Phyllis Schlafly (Cate Blanchett) é uma antifeminista que lidera um grupo de conservadores contrários ao movimento.

A trama de “Mrs. America“, que conta os fatos da década de 70, trará relevantes figuras feministas da época, como a assistente especial da Casa Branca, Jill Ruckelshaus (Elizabeth Banks); Shirley Chisholm (Uzo Aduba), primeira senadora negra dos Estados Unidos; a advogada e política judia Bella Abzug (Margo Martindale); e as ativistas Gloria Steinem (Rose Byrne) e Betty Friedan (Tracey Ullman).

Leia também:
>> HQ “A Cozinha: Rainhas dos Crimes” chega no Brasil pela Panini
>> “Tina: Respeito”, nova Graphic MSP, vai tratar de assédio
>> Em “Minha vida na estrada”, Gloria Steinem reúne 83 anos de viagens e encontros
Mrs America
“Mrs. America” apresenta Cate Blanchett como Phyllis Schlafly, Sarah Paulson como Alice, e Uzo Aduba como Shirley Chisholm, a primeira política negra a ser eleita no Congresso Americano. Foto: Sabrina Lantos/FX

O canal divulgou que a direção dos dois primeiros episódios ficarão por conta de Anna Boden e Ryan Fleck, ambos trabalharam em “Capitã Marvel“. A minissérie ainda contará com Sarah Paulson no papel fictício de melhor amiga de Phyllis e John Slattery como marido da protagonista.

A estreia de “Mrs. America” está prevista para 2020.


Edição realizada por Isabelle Simões.

Escrito por:

24 Textos

Estudante de jornalismo, apaixonada por cultura, FRIENDS e mais ainda pelo poder feminino, e que acredita muito no impacto positivo que a leitura tem sobre as pessoas.
Todos os textos
Follow Me :