Love Kills: o mito dos vampiros pela perspectiva feminina

Love Kills: o mito dos vampiros pela perspectiva feminina

O premiado quadrinista Danilo Beyruth chega com mais uma obra de tirar o fôlego de quem gosta de mergulhar em artes sequenciais aterrorizantes. Lançado pelo selo Darkside Graphic Novel, “Love Kills” é um quadrinho que mistura suspense, sangue e muita ação. Trazendo a história de uma protagonista vampira, a obra nos lembra o universo gótico de Anne Rice, além de filmes como “Nosferatu” (1922), de Murnau, e “Drácula de Bram Stoker” (1992), de Coppola.

No entanto, essa não é a primeira vez que o quadrinista brasileiro é recebido na Darkside Books. “Samurai Shirô” foi o primeiro quadrinho do autor, publicado pela editora em 2018. A obra foi a vencedora do Prêmio HQ Mix 2019 de melhor HQ de Aventura/Terror/Fantasia, e, desde então, Danilo não deixou de encantar novos leitores ao explorar, recentemente, o mito dos vampiros em “Love Kills”, publicado em dezembro de 2019.

A protagonista de “Love Kills”

“Love Kills” conta a história de Helena, uma mulher misteriosa e soturna que gosta de perambular pelas ruas e bares nas noites da cidade. Com seu vestido listrado e justo, óculos escuros, corte chanel e ar sedutor, ela assume a figura da femme fatale para saciar sua sede de sangue com a próxima vítima. Entretanto, logo no início da trama notamos que Helena está mais próxima do perigo do que de cravar seus dentes afiados em um ser humano qualquer.

Love Kills, Danilo Beyruth, Darkside Books (resenha)
Adquirindo diretamente na loja oficial da Darkside Books, o quadrinho vem com 3 postais exclusivos. (Imagem: divulgação)

A retratação dos vampiros nas histórias

São muitas as histórias que retratam vampiros com características batidas: frios, lascivos e cruéis. No entanto, Danilo Beyruth utiliza a mesma profundidade de retratação dos vampiros de Anne Rice, apresentando uma protagonista com diversos sentimentos, defeitos e qualidades. Helena é muito mais que uma vampira em busca de sangue. Correndo perigo de vida, ao descobrir que está sendo perseguida por um grupo de vampiros, a obra de Beyruth constrói um mistério eletrizante que é revelado ao final do quadrinho.

Mas, apesar da revelação ser satisfatória, parece que ficamos com a sensação da necessidade de um aprofundamento diante do fato. No entanto, isso não interfere na qualidade da obra. A arte de Danilo é repleta de cenas de ação que parecem ganhar movimento em cada quadro, nos fazendo lembrar de “Atômica: a cidade mais fria”, graphic novel de Antony Johnston e Sam Hart. Além disso, Helena foge dos estereótipos aliados a personagens femininas. O arco da vampira não é construído ao redor de um romance. Ela é confiante diante de todo o poder constituído por sua condição, mas ao mesmo tempo teme pelo peso que carrega por tal condição.

Leia também:
>> The Dark Man: a escuridão que habita em todos nós
>> Lady Killer – Volume 2: Josie Schuller retorna mais sanguinária que antes!
>> As representações masculinas dos Perpétuos de “Sandman”
Love Kills, Danilo Beyruth (resenha)
Trecho de “Love Kills”. Imagem: Darkside Books (divulgação)

Por fim, “Love Kills” é um quadrinho para quem adora explorar o mito dos vampiros e aprecia histórias com protagonistas femininas multifacetadas. Danilo Beyruth entrega uma obra capaz de gelar a espinha daqueles leitores mais corajosos e destemidos. Impossível terminar a leitura e não sentir vontade de deitar no sofá e complementar a rica experiência literária assistindo a um bom e clássico filme de vampiro.

Danilo Beyruth

Entre publicações autoriais e trabalhos para diversas editoras, Danilo Beyruth foi publicado em países como Portugal, Argentina e França. Além disso, em 2010, participou da coletânea Mauricio de Sousa, elaborando a sua versão para a Turma do Penadinho. O respeitado quadrinista também foi o responsável pela história do Astronauta da Graphic MSP. Devido o tamanho sucesso da releitura de um dos personagens criados por Maurício de Sousa, em 2019 a CCXP anunciou a adaptação de uma minissérie de animação da MSP em parceria com a HBO.

Mas o reconhecimento não para por aí. Danilo fez trabalhos para a Casa das Ideias (Marvel Comics) ao desenhar a personagem Gwenpool, além de ter trabalho em outros títulos, como “O Motoqueiro Fantasma” e “Guardiões da Galáxia”. No entanto, você pode estar se perguntando como o quadrinista veio parar na Darkside Books.

A parceria começou quando Beyruth foi convidado para realizar as ilustrações da edição comemorativa de “A Noite dos Mortos-Vivos”, de John Russo. Após isso, o artista estreou com os títulos originais: “Samurai Shirô”, lançado em 2018, e “Love Kills”, em 2019. E o pacto com a Caveira não parece parar por aí. Provavelmente, teremos o deleite de apreciar mais obras dele na Darkside, que é apaixonada pelos trabalhos do artista.


Love Kills, Danilo Beyruth, Darkside Books (resenha)Love Kills

Danilo Beyruth

Darkside Books

248 páginas

Se interessou pelo quadrinho? Compre aqui ou na loja oficial da Darkside

O Delirium Nerd é integrante do programa de associados da AmazonComprando através do link acima, ganhamos uma pequena comissão e você ainda ajuda a manter o site no ar, além de ganhar nossa eterna gratidão por apoiar o nosso trabalho.

Escrito por:

289 Textos

Fundadora e editora-chefe do Delirium Nerd. Revisora. Apaixonada por gatos, café, cinema do oriente médio, quadrinhos e animações japonesas. Ouve muito Harry Styles e cantoras melancólicas.
Todos os textos
Follow Me :