Fearless (Taylor’s Version) e uma nova fase para ser destemida

Fearless (Taylor’s Version) e uma nova fase para ser destemida

Compartilhe

Mais de dez anos após o sucesso estrondoso do álbum Fearless, Taylor Swift revisita o mundo do country com a primeira de uma série de regravações. O retorno às muitas eras que marcaram a carreira da cantora se deve a perda dos direitos sobre os seus seis primeiros álbuns após sua saída da gravadora Big Machine Records. 

O álbum Fearless (Taylor’s Version) é, de muitas formas, uma celebração da história e da carreira de Taylor Swift. A primeira de seis regravações marca uma retomada da cantora sobre os direitos autorais de suas obras. É uma vitória após a perda tão significativa da propriedade de sua arte. 

Os tesouros no cofre do Fearless (Taylor’s Version) 

A pessoalidade da criação do Fearless se prova insubstituível em sua regravação, que conta com músicas inéditas compostas ainda na época do lançamento do primeiro álbum e que não foram lançadas na versão final. As chamadas From the vault despertaram a empolgação dos fãs, que puderam revisitar uma era tão amada da carreira de Taylor encontrando partes nunca antes vistas do trabalho.

As canções inéditas colaboraram para a empolgação dos fãs com relação aos próximos lançamentos. A possibilidade de que as próximas eras a serem revisitadas contenham músicas inéditas acrescenta um tom de expectativa à nostalgia. Os álbuns Taylor’s Version são um reencontro cheio de surpresas diante de canções amplamente conhecidas, onde a novidade e a repetição casam perfeitamente. 

Taylor revelou em suas redes sociais que as músicas From the Vault foram escritas na época do primeiro lançamento do Fearless, mas excluídas da versão final por muitos motivos. Entre eles, a preocupação da cantora com a possibilidade de ser julgada por ter muitas músicas sobre términos de relacionamentos — tema que causou inúmeras críticas negativas à artista ao longo de sua carreira.

Com um olhar mais maduro e resiliente com relação à sua própria carreira, Taylor finalmente tem a liberdade de lançar o Fearless em toda sua plenitude. As canções inéditas contam com a co-produção de Jack Antonoff e Aaron Dessner, que também estiveram envolvidos na produção de álbuns anteriores da cantora.

Taylor Swift em imagem promocional de Fearless (Taylor's Version)
Taylor Swift em imagem promocional de Fearless (Taylor’s Version) | Imagem: reprodução

O conto de fadas de Taylor Swift

Embora o Fearless não tenha sido o primeiro álbum de Taylor, ele marca um momento importante em sua carreira. Foi com ele que a cantora se estabeleceu com uma popularidade marcante. Algumas músicas como “Love Story” e “You Belong With Me” estão até hoje entre as canções mais conhecidas da artista. De certa forma, o Fearless nunca saiu do coração dos fãs 一 e da própria Taylor.

Repleto de canções apaixonadas, desventuras amorosas e reflexões sobre as muitas faces do amor, o Fearless traz histórias de uma Taylor Swift jovem, sonhadora e cheia de esperanças. As alegorias sobre contos de fadas e grandes clássicos românticos são uma parte essencial do álbum e refletem uma menina entre altos e baixos na busca por um amor digno dos grandes poemas épicos.

Taylor Swift
Taylor Swift em show (Imagem: reprodução)

Ironicamente, essa história só seria fechada com o Fearless (Taylor’s Version). A capa do álbum, onde a cantora veste uma camisa semelhante à usada pelo Romeu no clipe da primeira versão de “Love Story” é um símbolo da narrativa que se completa. Não há príncipe encantado salvando Taylor, o que sempre houve foi ela e seu amor pela música. 

Na verdade, a própria canção “Love Story” simboliza os altos e baixos desse amor. A cantora escreveu a música em alguns minutos em seu quarto, sendo uma das últimas composições a entrar no álbum. Retratando um romance não aprovado por seus pais na primeira versão, a regravação de “Love Story” conta com um vídeo repleto de fotos de Taylor com seus fãs, em uma abordagem bem diferente do sentido original da música.

Assim como surgiu, carregada de um ímpeto por defender o que queria e acreditava na época, a rebeldia juvenil de “Love Story” é ressignificada no Fearless (Taylor’s Version). Após a perda dos direitos de seus seis primeiros álbuns, a canção foi lançada juntamente com uma nova esperança da artista por recuperar suas músicas. This love is difficult, but it’s real/Don’t be afraid, we’ll make it out of this mess” (Esse amor é difícil, mas é real/Não tenha medo, vamos sair dessa bagunça”).

A coragem para crescer e recomeçar

Fearless foi um álbum cheio de magia e curiosidade, a bênção e a devastação da juventude. Foi o diário de aventuras e explorações de uma adolescente que estava aprendendo pequenas lições com cada nova rachadura na fachada do final de conto de fadas que ela via nos filmes” 一 Taylor Swift sobre o álbum Fearless.

O Fearless simboliza uma jornada agridoce pelo amor, onde crescer significa reconhecer algumas dores que acompanham as experiências. Mesmo diante das desilusões, as canções do álbum lembram a importância de não ter medo de cair de cabeça nos sentimentos que surgem ao longo da vida. Apesar dos corações partidos, Taylor decide seguir em frente, destemida.

Escolher o Fearless como o primeiro álbum na jornada para reconquistar suas músicas revela a decisão de Taylor de carregar consigo a coragem que a acompanhou desde o começo de sua carreira. Sem medo, ela se reinventa novamente diante das adversidades. 

Os dramas da juventude são o paralelo perfeito para essa nova fase em sua carreira, onde a novidade se mistura com a nostalgia e a adolescência é pano de fundo para os desafios da vida adulta. Taylor nunca teve medo de pular e cair nas paixões que surgiram em seu caminho, transformando em música mesmo as experiências mais dolorosas.

No álbum Evermore ela retratou a dor de perder os direitos sobre suas canções com “It’s time to go”, e o Fearless (Taylor’s Version) demonstra que partir em direção a uma nova fase foi a escolha certa. Mesmo após perder seu passado, ela ainda possui a si mesma, e a resposta positiva ao seu trabalho revela que isso é o suficiente. 

A nova fase destemida de Taylor Swift
Taylor Swift em show (Imagem: reprodução)

Por fim, a imersão no mundo de descobertas do Fearless é um doce lembrete de que a coragem para enfrentar as novidades da vida é atemporal. O fim do conto de fadas romantizado sobre como o amor deveria ser, lentamente dá lugar à realidade agridoce, com suas tristezas e alegrias, que compõem um romance bem melhor do que qualquer um poderia esperar. 

Leia também >> Evermore: a arte como uma âncora perante as angústias da vida

Edição e revisão por Isabelle Simões.


Compartilhe

Autora

23 Posts

Estudante do curso de Jornalismo. Gosta muito de cinema, literatura e fotografia. Embora ame escrever, é péssima com informações biográficas.
Veja todos os textos
Follow Me :