[NOTÍCIA] Matt Damon e Russell Crowe acobertaram casos de assédio praticados por Harvey Weinstein

[NOTÍCIA] Matt Damon e Russell Crowe acobertaram casos de assédio praticados por Harvey Weinstein

Compartilhe

Homens acobertando outros homens em Hollywood. Nada de novo… A jornalista Sharon Waxman, CEO e Editora-Chefe do site Wrap, afirma ter realizado no passado uma investigação, obtendo indícios há mais de 13 anos sobre casos de assédios sexuais praticados pelo conhecido produtor de Hollywood Harvey Weinstein. Sharon pretendia expor todos os casos obtidos durante a investigação, mas os atores Matt Damon e Russell Crowe silenciaram a jornalista na época. Ambos tinham trabalhado com o Harvey em vários projetos e, obviamente, não queriam que a exposição interferisse em seus trabalhos.

Contudo, mesmo após mais de uma década, o silenciamento dos casos de assédio não foi devidamente soterrado (ainda bem) como os atores gostariam, e nessa semana vimos a exposição de mais um homem inconsequente em Hollywood. Confira abaixo a tradução livre do artigo escrito pela Vulture sobre o caso:

Embora o New York Times tenha sido amplamente celebrado por seu artigo que expõe décadas de acusações de assédio sexual contra Harvey Weinstein, uma jornalista afirma que o documento se baseou em um artigo anterior, detalhando a falta de conduta do produtor. Sharon Waxman, fundadora do site Wrap, escreve que seus próprios relatórios da investigação a levaram a uma viagem internacional para descobrir os rumores dos casos de assédio sexual de Harvey Weinstein, e eles foram cortados da Times, em 2004, sob a pressão de várias pessoas da elite de Hollywood.

Waxman alega, no Wrap, que Matt Damon e Russell Crowe chamaram ela “diretamente” para retirar os relatórios que ela estava seguindo sobre o chefe italiano da Miramax, Fabrizio Lombardo, que supostamente teria sido contratado “para cuidar das necessidades das mulheres de Weinstein“. Ela diz que por causa de sua influência e interferência, cuja empresa era um grande anunciante no Times, o artigo foi editado para remover os detalhes mais obscenos. Damon e Crowe já haviam trabalhado com Weinstein em filmes como Good Will Hunting, Master and Commander: The Far Side of the World e Cinderella Man.

Waxman afirma que a história poderia ter sido exposta destruindo Weinstein há muito tempo atrás. “Tinha pessoas dizendo que Lombardo não sabia nada sobre, e outras citando noites organizadas com escoltas russas“, disse Waxman. Ela também alega que localizou um estagiário em Londres que tinha sido pago em um acordo com Harvey Weinstein. “Fiquei devastada, após viajar para dois países e superar grandes desafios para confirmar pelo menos parte da história, que acabou surgindo na semana passada, mais de uma década depois“, escreve.

Leia também:
>> [OPINIÃO] Luc Besson: Pedofilia e a Hollywood acolhedora para homens brancos inconsequentes
>> [LIVROS] A Menina: Uma vida à sombra de Roman Polanski
>> [CINEMA] Festival de Cannes: Sobre Coppola, Kidman e a falta de oportunidade para as mulheres na indústria cinematográfica
>> [CINEMA] “O Último Tango em Paris”: estupro, silenciamento da mulher e a ausência de punição para agressores

Compartilhe

Autora

287 Posts

Fundadora e editora-chefe do Delirium Nerd. Revisora. Apaixonada por gatos, café, cinema do oriente médio, quadrinhos e animações japonesas. Ouve muito Harry Styles e cantoras melancólicas.
Veja todos os textos
Follow Me :