[LIVROS] Bem-vindo à Casa dos Espíritos: Magia e mitologia eslava na obra de Christopher Buehlman

[LIVROS] Bem-vindo à Casa dos Espíritos: Magia e mitologia eslava na obra de Christopher Buehlman

Compartilhe

À primeira vista, o título do livro de Christopher Buehlman nos transporta para um tropo muito conhecido em obras de terror: o da casa mal assombrada. Porém, adentrando a história, percebe-se que algo ainda mais fantástico está à espreita nas mais de 300 páginas. O protagonista, Andrew Ranulf, é um mago que já viveu momentos melhores. Alcoólatra, frequentador de um grupo de Alcoólicos Anônimos e instrutor de bruxaria, ele precisa enfrentar o peso da idade e os fantasmas de seu passado para que a sua paz interior seja restabelecida. Utilizando-se de algumas lendas do folclore russo, Buehlman transporta as leitoras para uma narrativa original e muito interessante acerca do valor do amor, das amizades e das individualidades – dos humanos ou de seres mitológicos.

A obra de Buehlman apresenta elementos que, colocados em conjunto, compõem um cenário curioso, cercado por criaturas fantásticas, como a sereia Nadia, uma rusalka, e também a própria casa de Andrew. Uma residência mágica invisível para a maioria das pessoas, ela oferecer conforto ao seu dono, mas acaba sendo alvo de cobiças de outras criaturas. Impossível não lembrar do livro Deuses Americanos, de Neil Gaiman, uma vez que ambos os autores abordam quão próximas de nós as lendas e suas respectivas criaturas poderiam estar. Além disto, as duas obras se passam nos Estados Unidos e carregam a ideia de que a identidade de um país é formada por diversos povos e suas culturas.

Andrew comunica-se com os mortos através de gravações de fitas VHS, o que dá à trama uma pitada mais fantasmagórica do que se pode imaginar. É um personagem de personalidade complexa e sombria, mas ao tomarmos conhecimento de episódios de seu passado, conseguimos entender o porquê de ele ser recluso e deixar que poucas pessoas se aproximem. Em uma trama que diz muito sobre solidão e o medo da perda de pessoas queridas, não é surpresa que muitos personagens possuam essa faceta triste e melancólica.

Bem-vindo à Casa dos Espíritos

Leia também:
>> [LIVROS] Tiger Lily: O amadurecimento e a força feminina na obra de Jodi Lynn Anderson
>> [LIVROS] Leve-Me Com Você: A sensibilidade de uma história sobre perda, dor e luto
>> [LIVROS] O Castelo da Noite Eterna, estreando Betina Vlad, uma vampira brasileira

As personagens femininas de Bem-Vindo à Casados Espíritos são bem construídas, apesar de algumas delas não possuírem um arco totalmente trabalhado. Anneke Zautke é a bruxa discípula de Andrew e, por ser lésbica, relata passagens difíceis de sua adolescência e as dificuldades para se aceitar, além dos problemas que enfrenta já na vida adulta. Nadia vive no lago aos fundos da casa de Andrew. Dona de uma personalidade forte, passa à leitora a força feminina, assim como Anneke, mas também a melancolia de não pertencer àquele lugar e querer de volta uma liberdade que lhe foi tirada. Radha é uma bruxa que entende muito de tecnologia e computação, inclusive consegue lançar feitiços pelo computador. Baba Yaga, uma das personagens do folclore russo mais conhecidas, é a vilã da história e inimiga de Andrew. Ela move céus e terra para que assuntos do passado sejam confrontados e tenham, finalmente, um desfecho. Um detalhe é que, além das mulheres, a maioria dos outros personagens é moderníssima, o que aproxima as leitoras de cada um deles.  

A escrita de Buehlman demora alguns capítulos para engajar a leitora na trama e inseri-la na mitologia da obra, parecendo até um pouco confusa no começo (os nomes e termos russos podem até assustar, mas logo são internalizados). Porém, assim que os pontos começam a ser ligados e a narrativa começa a fazer sentido, Bem-Vindo à Casados Espíritos alcança um ritmo dinâmico e que propicia a fluidez da leitura. Os capítulos são muito curtos, chegando muitas vezes a ter apenas metade de uma página, o que colabora para o desenrolar dos fatos e culmina em desfechos cheios de ação. O autor também preocupa-se muito com as descrições de cenários e fica fácil imaginar com nitidez o mundo proposto por ele.

A edição da DarkSide Books apresenta um projeto gráfico em capa dura e com a belíssima ilustração de uma casa decrépita em um local ermo. Há ilustrações de rusalkas nas partes internas e detalhes minimalistas na abertura de alguns capítulos. O kit dos parceiros veio com uma fita VHS muito misteriosa. Será que existem fantasmas dela?

Bem-vindo à Casa dos Espíritos é uma fantasia urbana que instiga e agrada as apreciadoras e apreciadores de histórias fantásticas com um pé na realidade. Uma verdadeira fábula contemporânea!


Bem-vindo à casa dos espíritosBem-vindo à Casa dos Espíritos

Autor: Christopher Buehlman

DarkSide Books

Tradutora: Carolina Caires Coelho

377 páginas

Se interessou pela obra? COMPRE AQUI!

A Delirium Nerd é integrante do programa de associados da Amazon. Comprando através do link acima, você ajuda a manter o site no ar, além de ganhar nossa eterna gratidão por apoiar o nosso trabalho!


Compartilhe

Written by:

86 Posts

É estudante de Letras e fã incondicional de Neil Gaiman – e, parafraseando o que o próprio autor escreveu em O Oceano no Fim do Caminho, “vive nos livros mais do que em qualquer outro lugar”.
View All Posts
Follow Me :