Agatha Christie: a mulher além dos livros policiais

Agatha Christie: a mulher além dos livros policiais

Compartilhe

Agatha Christie ficou conhecida mundialmente por ser a grande rainha dos romances policiais. Nascida em Devon, na Inglaterra, em 1890, falecida em Oxfordshire, também Inglaterra, em 1976 e com mais livros, peças e produtos derivados de suas histórias do que somos capazes de contar, Christie foi muito mais do que somente uma escritora de livros de suspense e policiais. Sua vida, sempre com curiosos a observando, foi uma grande aventura. Christie tinha mais camadas em sua personalidade e mais força de vontade em seu coração do que pensamos que sabemos.

É disso que se trata a nova biografia de Christie lançada no Brasil, Agatha Christie: Uma biografia, pelo selo Best Seller, do Grupo Editorial Record. Escrito por Janet Morgan, traduzido para o português por Patricia Azeredo, o livro conta com 476 páginas e vários momentos importantes e curiosidades interessantes sobre a vida da aclamada escritora de livros policiais como Assassinato no Expresso do Oriente, E não sobrou nenhum, Morte no Nilo, entre tantos outros.

Agatha Christie

Logo na introdução, a autora nos revela a dificuldade em fazer jus ao trabalho da biografada. Christie, que sempre foi uma mulher muito reservada, que evitada todos os tipos de holofotes, dificultou muito o trabalho de qualquer um que tentasse escrever uma biografia sobre ela. Com a autorização da filha de Christie, Morgan conseguiu acesso aos seus escritos, como também acesso à sua casa, ao seu quintal, a todos aqueles que fizeram parte da vida de Christie que ainda estavam vivos, como também objetos menores que pertenciam à escritora. Este livro é a única biografia autorizada sobre Agathe Christie, uma das escritoras mais vendidas no mundo.

A narrativa de Morgan sobre a vida de Christie é muito interessante. É fluida, tem um ritmo gostoso de acompanhar e a autora consegue não somente trazer uma interpretação da grande escritora, como também um pequeno vislumbre da carreira dela, através de trechos de cartas, uma sessão com fotografias e comentários sobre determinados contextos mundiais – tudo para conseguir capacitar a leitora a desfrutar de um pouco da vida da mulher, mãe e profissional que foi Agatha Christie.

Leia também:
>> [LIVROS] A Balada do Black Tom: O universo Lovecraftiano pelo olhar de um homem negro
>> [SÉRIES] Marcella: O arquétipo da detetive desequilibrada em séries policiais
>> [QUADRINHOS] Guardiã – A Detetive do Sobrenatural: Uma mulher que luta contra criaturas míticas e a sociedade londrina vitoriana

Morgan se debruça também sobre o que foram alguns dos episódios mais marcantes da vida de Christie, como a morte de sua mãe, Clara; sua separação com o primeiro marido, Archie Christie; o seu sumiço de 1926, no qual ficou 10 dias desaparecida até ser encontrada em um SPA em Londres; e como conheceu, se apaixonou, e se casou com Max Mallowan, arqueólogo. Todos esses acontecimentos são narrados com por Morgan com delicadeza, utilizando o que se sabe através de vestígios para reconstruir o máximo possível esse período turbulento, durante a década de 1920.

Agatha Christie
A autora Agatha Christie. Foto: Reprodução

Também conhecemos um pouco da relação de Christie com o mundo. Seus irmãos, seus pais, suas avós (que tiveram um papel importantíssimo para sua vida), seus amigos, seus filhos e até mesmo com seus animais de estimação. Ao que nos conta Morgan, com o aval da família de Christie, ela foi uma mulher que soube aproveitar a vida que teve, e que apesar de tantos momentos tristes, de pressão, de dificuldades, soube tirar o melhor de cada um deles.

É admirável acompanhar, nas linhas dessa biografia, tanto sobre uma autora tão admirada e que teve tantas especulações da mídia sobre sua vida. Escrever não era um sonho para Agatha, e antes disso ela tentou a música. Mas, ainda bem, aconteceu.

Após enviar alguns escritos para revistas e editoras, Agatha conseguiu contratos que a impulsionaram no mundo da escrita. Suas histórias ainda hoje são um sucesso. Com uma série de adaptações para o palco dos teatros e para o cinema, seus detetives são interessantes, suas personagens mulheres são atrevidas e independentes, seus livros são ousados e espertos, com finais envolventes.

É um ótimo livro para quem gosta de biografias de personalidades misteriosas e para quem admira o trabalho da autora! Você se verá preso por todos os acontecimentos de tirar o fôlego que a rodeiam e dos quais Morgan descreve tão bem. E assim como os livros de Christie, é muito difícil tirar os olhos até terminar de lê-lo.


Agatha ChristieAgatha Christie: Uma biografia

Janet Morgan (Autora),‎ Patricia Azeredo (Tradutor)

Grupo Editorial Record

476 páginas

Se interessou pela obra? COMPRE AQUI!

A Delirium Nerd é integrante do programa de associados da Amazon. Comprando através do link acima, você ajuda a manter o site no ar, além de ganhar nossa eterna gratidão por apoiar o nosso trabalho!


Compartilhe

Autora

Formada em História, escreve e pesquisa sobre terror. Tem um afeto especial por filmes dos anos 1980, vampiros do século XIX e ler tomando um café quentinho.
Veja todos os textos
Follow Me :