Os melhores games de 2022

Os melhores games de 2022

Entre heroínas destemidas, cenários pós-apocalípticos, fábulas e porr*[email protected] em negacionistas, confira a nossa curadoria dos melhores games de 2022!

Horizon Forbidden West

Horizon Forbidden West entra na lista dos melhores jogos de 2022.
Horizon Forbidden West inaugura a lista dos melhores games de 2022.
Escolhido por Karin Cristina

Desenvolvido pela Guerrilla Games e publicado pela Sony Interactive Entertainment, Horizon Forbidden West é um jogo do estilo RPG de ação. Lançado em fevereiro de 2022, o jogo é sequência do também aclamado Horizon Zero Dawn, lançado em 2017, e mais uma vez protagonizado pela heroína Aloy.

Em Horizon Forbidden West continuamos em um mundo aberto pós-apocalíptico, caçando máquinas mortais, ainda maiores e mais assustadoras. E desbravamos uma região devastada, tomada por tempestades e pela praga. 

Além de Aloy, somos apresentados a novos personagens e tribos que enriquecem ainda mais a história e nos ajudam na missão de evitar a extinção. Os gráficos e a trilha sonora são ainda mais impactantes do que no primeiro jogo, proporcionando uma grande imersão para as jogadoras. E, além disso, é sempre muito bom jogar com uma protagonista forte, complexa e bem construída.

O game está disponível para o Playstation 4 e 5.

God of War Ragnarok

God of War Ragnarok é um dos melhores jogos de 2022.
God of War Ragnarok é um dos melhores games de 2022.
Escolhido por Tessa Olivier

Mais um capítulo na história de Kratos, o Fantasma de Esparta, agora na Mitologia Nórdica. Desde da nova roupagem da saga, que se iniciou em 2018, a Santa Mônica tem dado mais atenção ao desenvolvimento emocional de seus personagens, ainda para seu protagonista, Kratos e seu filho Atreus; agora um adolescente em busca de respostas sobre seu destino e que recebeu mais destaque e também trechos de gameplay próprio.

Leia também >> Lost in Random: conto de fadas sombrio sobre classe social

O jogo está bem dividido em trechos jogáveis com Kratos e outros com Atreus, cada qual com “parceiros” diferentes para auxiliar nas batalhas. O que já era bom em 2018 em jogatina, agora foi melhorado. Além dos bugs corrigidos, temos mais combos adicionados, assim como armas bem curiosas de se usar.

Publicidade

Aposta como campeão de Jogo do Ano antes mesmo de seu lançamento, God of War Ragnarok atendeu todas as expectativas e pode realmente ganhar o título de melhor jogo de 2022.

Ember Knights

Ember Knights é um dos melhores jogos de 2022.

Escolhido por Luluzinha

Ember Knights é um jogo roguelite independente desenvolvido pela Doom Turtle e publicado pela Twin Sails Interactive para PC, PlayStation 4 e Xbox One em 2022. Através dele, nos aventuramos como um cavaleiro invocado por Esper, tendo como objetivo derrotar o grande vilão que pretende destruir o universo: Praxis.

Permitindo convidar até três amigos para se aventurar, o maior ponto positivo do título é a sua proposta de tentativas únicas em cenários de muita ação, cores e armas especiais. Isso porque cada região do jogo apresenta mecânicas, elementos interativos, inimigos e até chefes diferentes que precisamos encarar para progredir.

Trazendo referências de jogos como Hades e Enter the Gungeon, Ember Knights oferece skills, melhoria de status, troca de poderes, além de um grande desenvolvimento de personagem para que você possa impedir Praxis de mexer com o curso natural dos mundos.

Spiritfarer

Spiritfarer é um dos melhores jogos de 2022.
O singelo Spiritfarer é um dos melhores games de 2022.
Escolhido por Cintia Pudim 

A morte, apesar de parecer ser o fim, na verdade, é só mais uma etapa da vida. E o que vem depois, somente será revelado na hora certa. Mesmo com essa revelação, sempre existem aqueles que precisam de uma ajudinha para encontrar o caminho, e é pautado nisso que Spiritfarer se desenvolve.

Jogando como Stella, a nova responsável por um barco que recolhe almas perdidas (no papel que seria de Caronte), exploramos diversas cidades e vilarejos pulsantes de vida, cores e sons, além de reunirmos recursos para atender aos pedidos finais de alguns espíritos.

Publicidade

Contando com a ajuda de Daffodil, seu gato de estimação (que pode ser controlado por um segundo jogador), também nos aventuramos por lugares escuros e silenciosos enquanto descobrimos a verdade sobre o seu próprio passado.

Leia também >> It Takes Two: uma mágica aventura cooperativa

Spiritfarer é uma fábula animada que bebe de fontes diversas para contar uma história sobre vida, morte, luto, amor e dor. Toda essa mistura é liricamente ilustrada por paisagens e personagens apaixonantes. Impossível não derramar algumas lágrimas ao longo do jogo.

Apesar de ter sido lançado em 2020, foi apenas esse ano que Spiritfarer chegou à Steam com sua edição Farewell, que traz novos conteúdos e extras sobre o desenvolvimento do jogo e dos personagens.

A Plague Tale: Requiem

A Plague Tale: Requiem é um dos melhores jogos deste ano.

Escolhido por Leticia Rodrigues

A sequência do aclamando A Plague Tale: Innocence traz de volta uma história que gira em torno de escolhas e consequências, sejam elas boas ou não. Ainda no anterior, fica evidente o amor que Amicia tem pelo irmão Hugo, mas agora, após as descobertas do primeiro, a história se expande e adquire uma camada mais profunda, tornando-a mais envolvente e dramática.

A Plague Tale: Requiem nos leva por paisagens de gráficos deslumbrantes entre florestas, praias e campos, mostrando um cuidado primoroso por parte dos desenvolvedores. Além de trazer várias melhorias necessárias no gameplay.

O que mais chama a atenção desta sequência é o amadurecimento de Amicia. Ela supera seus medos e busca vingança contra a Inquisição – além do objetivo principal. E neste caminho, somos guiados através de uma narrativa emocionante e surpreendente, que mantém e melhora a essência da franquia.

Punhos de Repúdio 

O game brasileiro, Punhos de Repúdio, é um dos melhores jogos de 2022.
O jogo brasileiro, Punhos de Repúdio, é um dos melhores games de 2022.
Escolhido por Juliana Trevisan

Punhos de Repúdio é um jogo estilo beat ’em up 100% brasileiro, que satisfaz nosso maior desejo pandêmico (além de acesso à vacina): bater em negacionista. O jogo está inserido em um futuro distópico e avisa que qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência, mas é claro que traz um teor de críticas sociais e políticas explícitas. 

O game é fruto de uma campanha de financiamento coletivo de 45 dias, que teve 1.271 apoiadores e arrecadou mais de 1000% da meta inicial. Os gráficos são desenhados a mão e o elenco de protagonistas é todo feminino: as 4 amigas que decidem ir pra cima dos negacionistas têm características bem diferentes, gerando uma representatividade interessante.

A jogabilidade é simples e divertida, além de podermos utilizar o modo cooperativo para jogar com até 4 pessoas. Contudo, a sátira ácida com a nossa realidade é o principal destaque do jogo.

Escrito por:

340 textos

Site sobre cultura e entretenimento, que destaca o protagonismo feminino e analisa a representação feminina nas obras.
Veja todos os textos
Follow Me :
error: Os artigos do Delirium Nerd estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Plágio é crime. A utilização não autorizada deste artigo pode resultar em processo.