Valente por você: a última aventura de um herói apaixonado

Valente por você: a última aventura de um herói apaixonado

A jornada de Valente chegou ao fim! O herói mais apaixonado dos quadrinhos deixou nossos corações aquecidos e nos fez pensar com cuidado sobre amores platônicos, corações partidos e a turbulenta passagem da adolescência para a vida adulta. E para além de nos encantar com suas aventuras, Valente trouxe reflexões pertinentes sobre se colocar vulnerável quando o assunto é amor, a importância de estar aberto a novas experiências (equilibrando nossas expectativas, é claro), mas principalmente sobre não desistir do final feliz, nunca!

Se você ainda não conhece, saiba que Valente é escrito e desenhado pelo quadrinista brasileiro Vitor Cafaggi. Ele ganhou o mundo em 2010, em tirinhas cômicas para o jornal O Globo, e no ano seguinte foi publicado de forma independente com a edição Valente para sempre. Em 2012 viria a segunda edição, Valente para todas, e a partir de 2013 passou a ser publicado pela editora Panini, que presenteou os fãs com os volumes Valente por opçãoValente para o que der e vier Valente, para onde você foi?. Por fim, em 2020, chega a última edição da série, Valente por você, que nos mostra um protagonista mais maduro para lidar com todas as transformações que a vida adulta exige.

Leia também >> As representações masculinas dos Perpétuos de “Sandman”
Trecho de "Valente por você", do quadrinista Vitor Cafaggi
Trecho de Valente por você. Imagem: Delirium Nerd

Valente continua um sonhador, mas não tão tímido como antes. Os jogos de RPG e a sua vida nerd estão um pouco de lado agora, mas nem dá pra julgar! Afinal, é difícil conciliar nossos hobbies e vida social com a faculdade e o trabalho, não é mesmo? Mas podemos garantir que uma coisa não mudou em nada: a essência de Valente, que nos encanta com sua leveza e inocência, mesmo quando está com o coração partido e o mundo parece não fazer mais sentido.

"Valente por você" (resenha)
Trecho de Valente por você. Imagem: Delirium Nerd

Assim como nas edições anteriores, as reflexões sobre desconstruir ideais de masculinidade tóxica aparecem em uma ou outra página, mas o destaque está mesmo no amadurecimento do protagonista. Valente ainda quer encontrar uma namorada, beijar muito, amar e ser amado, mas também tem seus momentos para questionar sua escolha profissional ou o que quer fazer da vida. E convenhamos, essas inquietações já passaram pela cabeça de todos! Então além da identificação fácil com um herói fofo que se apaixona (demais) a cada esquina, estas dúvidas que surgem com a vida adulta fazem a gente se enxergar ainda mais no personagem.

Leia também >> Valente: Reflexões sobre ideais românticos e masculinidade tóxica

As personagens femininas continuam interessantes e, mais uma vez, é preciso destacar a importância de retratar mulheres que querem mais do que viver de amor. A melhor amiga Bu está de volta com seus sábios conselhos, assim como o humor ácido da irmãzinha de Valente. Dama, Princesa e Luna reaparecem durante a trama, mas como um ponto de comparação com Cindy, a nova pretendente. Assim como as anteriores, Cindy é muito cativante e mostra que uma personagem feminina pode querer muito mais para o seu futuro (e quem sabe, um grande amor correspondido também).

Quadrinho "Valente por você" (resenha)
Trecho de Valente por você. Imagem: Delirium Nerd

E talvez seja essa a grande lição que elas ensinaram, cada uma do seu jeito, ao Valente. Há mais coisas no caminho do que encontrar alguém e ser feliz pra sempre. Talvez fazer um intercâmbio ou um curso de música no Canadá, talvez terminar a faculdade ou fugir com o circo. E quanto antes a gente entender que muitas pessoas passam pelas nossas vidas, que algumas ficam mais e outras menos, melhor! Quem sabe, aí sim estaremos maduros o suficiente pra identificar o grande amor da nossa vida quando ele chegar.

Leia também >> Mulheres nos Quadrinhos: Lu Cafaggi
Valente, o inesquecível cãozinho apaixonado de Vitor Cafaggi
Trecho de Valente por você. Imagem: Delirium Nerd

Seguindo a tradição, este volume também traz ilustrações de outros artistas com releituras desse cãozinho tão amado por todos nós. E a cereja do bolo é a mensagem emocionante de Lu Cafaggi, também quadrinista e irmã do autor, sobre o nascimento de Valente e o momento em que ele enfim ganha o mundo, longe de nossos olhos. Além de nostálgica desde as primeiras páginas, a edição nos deixa transbordando de saudade mesmo antes de acabar! E só podemos agradecer, não é? Ao Vitor Cafaggi, por criar uma obra tão apaixonante, e ao Valente, por nos mostrar a importância de amar genuinamente, sendo você mesmo, sempre!

_____

Vitor Cafaggi também é autor de Duo.tone (ganhador do prêmio Troféu HQ Mix 2012, na categoria Novo Talento). Com sua irmã Lu Cafaggi, são os responsáveis por Turma da Mônica – Laços (2013), Lições (2015) e Lembranças (2017), todos projetos da Graphic MSP, sendo o primeiro já adaptado para o cinema.


Edição, revisão e arte em destaque por Isabelle Simões.

Escrito por:

61 Textos

No momento gamer casual. Em tempo (quase) integral Comunicadora, Relações Públicas e Pesquisadora. Pisciana e sonhadora, meio louca dos signos, meio louca dos gatos. Fã de tecnologia, games, e-sports e outras nerdices.
Todos os textos
Follow Me :