[ENTREVISTA] As ilustrações e tirinhas da ilustradora Letícia Pusti

[ENTREVISTA] As ilustrações e tirinhas da ilustradora Letícia Pusti

Compartilhe

Letícia Pusti é uma ilustradora e quadrinista muito talentosa que mora em Porto Alegre e tem apenas 24 anos. Ela produz diversas tirinhas que são postadas em sua página do Facebook chamada Another Art Book, entrando ao ar toda segunda e quarta-feira às 19h45. 

O que eu mais gostei do seu trabalho é a sinceridade que ela relata as frustrações do cotidiano, de uma forma leve e divertida. Por exemplo, vemos em algumas tirinhas situações estressantes que todo estudante universitário passa, como aquele momento tenso de um final de semestre; além de abordar temas importantes e necessários como depressão e ansiedade; críticas a assuntos como padrão de beleza, racismo, machismo, homofobia e outros preconceitos. Confira abaixo a entrevista completa.

Delirium Nerd – Letícia, qual a sua formação?

Letícia – Atualmente estudo Artes Visuais na UFRGS

– Quando começou a desenhar?

Letícia – Sempre desenhei, mas nunca era a sério. Na escola eu fazia alguns trabalhos em formato de histórias em quadrinhos (baseados na revista WITCH, por exemplo), mas com o tempo não desenhar bem como os artistas das revistas me deprimiu demais e acabei abandonando o desenho ainda durante o ensino fundamental. Voltei a desenhar há 3 anos. Há um ano retomei postagens na minha página no facebook com a intenção de desenhar sem me pressionar a ter um resultado sensacional: tentei focar nas mensagens enquanto, por fora, busco melhorar o desenho.

Delirium Nerd – Quais os trabalhos/projetos na área de desenho que você já participou?

Letícia – Por enquanto só mantenho minha página e estou em dois projetos de quadrinhos independentes. Um é um conto sobre depressão e outro é um conto de terror baseado em elementos de Alice  no país das maravilhas.

Delirium Nerd – Qual a ilustração/trabalho que você fez e que mais gostou até o momento?

Letícia – Todos os meus trabalhos até agora foram feitos para a minha página. Eu não tenho um preferido, sabe, tenho OS preferidos.  Foram tirinhas que serviram como desabafo pessoal. Um deles cômico e outros envolvendo autoestima e depressão/ansiedade — assuntos que fazem parte do meu dia-a-dia e já me atrapalharam muito. Sei que afetam demais outras milhares de pessoas também. Mas se for para escolher uma ilustração eu escolheria um panda aquarelado; ele representa tudo o que gosto: desenho, aquarela e a tranquilidade, que era o que eu estava sentindo no momento em que o fiz.

Delirium Nerd Pretende trabalhar somente com ilustrações ou gosta/pretende trabalhar em outras áreas também?

Letícia – Pretendo mergulhar de vez nas histórias em quadrinhos com roteiros e desenhos, mas gostaria muito de poder dar aula, compartilhar meus conhecimentos (na área) e auxiliar no crescimento do mercado brasileiro. É por isso que gosto muito de estudar ilustração e quadrinhos!

Delirium Nerd O que você acha do mercado de trabalho atual? Já enfrentou dificuldades e machismo por ser uma quadrinista mulher na área do desenho?

Letícia – Acho que o mercado brasileiro está em expansão e num momento muito positivo e criativo. Vejo muito a busca pela representatividade de gênero e diversidade. Debates importantes têm ocorrido e devem ocorrer por muito ainda. Se num primeiro momento os debates estão focados na inserção das mulheres nos quadrinhos, imagino que o próximo passo seja inseri-las de fato, intensificando a participação em painéis que não necessariamente falem sobre mulheres nos quadrinhos, mas que tratem dos assuntos que os outros artistas participam. Ainda acho que há um longo caminho a ser percorrido, mas já estamos no caminho. Já enfrentei dificuldades sim, dificuldades bem pesadas de se carregar. :/

Delirium Nerd – O que você acha que ainda precisa melhorar para as quadrinistas e ilustradoras brasileiras?

Letícia – Acho que a mentalidade de muita gente ainda está ultrapassada e, claro, essa é a maior barreira a ser ultrapassada. E isso inclui ilustradoras e quadrinistas mulheres também. As coisas vão melhorar muito quando todos entenderem que quadrinhos não é lugar para disseminar preconceitos e que a luta pela representatividade não é vitimismo, vontade de boicotar homens ou buscar por privilégios.

Delirium Nerd – Quais são as ilustradoras/quadrinistas (nacionais e internacionais) que lhe inspiraram e que você mais gosta?

Letícia – São tantas que posso citar! Becky Cloonan, Gail Simone, Babs Tarr, G Willow Wilson são alguns nomes internacionais, que são de grande influência no meu trabalho.

Artistas brasileiras: Psonha, Mika Takahashi, Lu Caffagi são pessoas que admiro e que possuem traços e técnicas lindíssimas! Eu queria muito destacar os nomes das meninas do Estúdio Complementares (onde sou estagiária): Cris Peter, Ana Luiza Koehler, Ariane Rauber e Ursula Dorada (SulaMoon). São mulheres fortes, com trabalhos MUITO fortes, que se empenham muito na luta pela diversidade, pela presença da mulher no mercado dos quadrinhos. Elas me influenciam demais, admiro demais e acho que todo mundo deveria conhecer o trabalho delas individualmente e em grupo.

Delirium Nerd – Qual dica você poderia deixar para as meninas que estão começando a desenhar agora?                    

Letícia – Sempre que alguém me pede dica digo o mesmo: estudar desenho, buscar referências, produzir constantemente e publicar os trabalhos. Somente com trabalhos publicados é que as pessoas vão poder te conhecer, poder conhecer o que tu faz, sabe? É importante desenvolver a disciplina de postar com regularidade, com dias e horários determinados para que seu público saiba quando e onde encontrar novos conteúdos seus. Se manter atualizada no mercado vai ajudar a manter o teu trabalho atualizado também.  Busque cursos, oficinas, tutoriais. Invista no seu potencial e tenha em mente que precisa estar disposta a aprender sempre, tirar uma lição positiva até de coisas ruins que venham a acontecer. Estar em eventos, conhecer pessoas e ser persistente (sem ser inconveniente) deve ajudar também.  E claro, fazer um exercício mental para aguentar as negativas e principalmente as besteiras que em algum momento tu vai ouvir por ser mulher.


Separei algumas das minhas tirinhas favoritas da Letícia pra vocês e todas podem ser encontradas em sua página do facebook.


Gostou do trabalho da Letícia? Não deixe de apoiar através do site Apoia.se, onde, além do reconhecimento artístico do talento da Letícia, você estará ajudando em seus estudos e poderá ganhar várias recompensa legais como retratos exclusivos, cartão postal, acesso com conteúdo exclusivo e muito mais. Acesse no link abaixo para apoiar. 

12957579_491571871042886_1962414474118413888_o.jpg
Clique aqui para apoiar o trabalho da Letícia

Acompanhe o trabalho da Letícia Pusti nas redes sociais:

Twitter FacebookInstagram – Tapastic


Compartilhe

Autora

287 Posts

Fundadora e editora-chefe do Delirium Nerd. Revisora. Apaixonada por gatos, café, cinema do oriente médio, quadrinhos e animações japonesas. Ouve muito Harry Styles e cantoras melancólicas.
Veja todos os textos
Follow Me :