Luna Nera: série italiana sobre mulheres perseguidas por bruxaria no século 17

Luna Nera: série italiana sobre mulheres perseguidas por bruxaria no século 17

Compartilhe
  • 1
    Share

Luna Nera é o nome da nova série original italiana da Netflix que contará a história da feitiçaria do século 17. Baseada no manuscrito de Tiziana Triana, nunca publicado, o drama foi criado por Francesca Manieri (“O Vermelho e o Azul”) e Laura Paolucci (“Diaz: Política e Violência”). A produção ficará a cargo da Fandango.

A nova série contará a história de um grupo de mulheres acusadas de bruxaria, que vivem clandestinamente. A chamada na ‘home’ da Netflix diz: “Na Itália do século 17, uma parteira adolescente acusada de bruxaria precisa escolher entre seu poderoso destino e um amor impossível.

bruxaria

Sinopse oficial: Depois de ser acusada de bruxaria, uma adolescente é forçada a fugir de sua aldeia com seu irmão mais novo. Ele encontrará refúgio com um grupo de mulheres acusadas de praticar magia negra e será forçado a escolher entre um amor impossível e um destino real, em um mundo constantemente dividido entre razão e misticismo.”

“Luna Nera” tem uma produção majoritariamente feminina. A  direção dos episódios conta com Francesca Comencini, Susanna Nicchiarelli e Paola Randi. Já o roteiro foi elaborado por Francesca Manieri, Laura Paolucci e Vanessa Picciarelli. Também houve o apoio de Tiziana Triana, autora do livro “As Cidades Perdidas – Lua Negra”, do qual a série é inspirada.

A história de “Luna Nera” ocorre no ano de 1600, na Itália, em plena Inquisição. Conhecemos a trajetória de  Hades, uma parteira de 16 anos que irá se esconder em uma misteriosa comunidade de mulheres na beira da mata depois de ser acusada de feitiçaria devido à morte de um recém-nascido. Hades será forçada a escolher entre o amor proibido por Pietro, filho do líder de caçadores de bruxas, Benandanti, e uma estrada que a levaria a se tornar uma líder do misterioso grupo de mulheres.

Erik Barmack, VP de Conteúdo Original da Netflix, comentou: “Estamos entusiasmados por desenvolver uma história tão original e com um novo parceiro na Itália. O manuscrito tem uma densa rede de personagens, refere-se a uma mitologia profundamente enraizada na lenda local e nos oferece a oportunidade de criar um show inteiramente para as mulheres de uma maneira única na Itália.”

Domenico Procacci, CEO da Fandango, acrescentou: “Nosso país tem uma riqueza de histórias, mitos e lendas que muitas vezes inspiram romances, filmes e até mesmo séries de todo o mundo. Com a Luna Nera, a ambição é sermos nós para contar essa extraordinária narrativa e imaginação visual, tentando alcançar um público global. A Netflix é obviamente o parceiro ideal para este projeto. Juntos, temos a oportunidade de criar algo autêntico, espetacular e muito original. É o começo de uma nova aventura que promete ser muito emocionante.”

Essa é a terceira iniciativa da Netflix no país, depois de “Suburra” e “Baby”. O maior provedor de filmes e séries via streaming do mundo, continua investindo em produções na Europa, Oriente Médio e África (EMEA). São mais de 100 projetos novos, em 16 países. 

Veja as primeiras imagens de “Luna Nera” divulgadas nesta semana:

Luna Nera

Luna Nera

Netflix italiana

Netflix

bruxas Netflix

Bruxaria série italiana

Luna Nera série italiana netflix

série de bruxas

A data de estreia de “Luna Nera” ainda não foi divulgada, mas a previsão é para o início de 2020.

Confira o teaser:


Compartilhe
  • 1
    Share

Autora

287 Posts

Fundadora e editora-chefe do Delirium Nerd. Revisora. Apaixonada por gatos, café, cinema do oriente médio, quadrinhos e animações japonesas. Ouve muito Harry Styles e cantoras melancólicas.
Veja todos os textos
Follow Me :