[SÉRIES] Doctor Who – 11×09: It Takes You Away (resenha)

[SÉRIES] Doctor Who – 11×09: It Takes You Away (resenha)

It Takes You Away é estranho? Sim, porém, como os fãs de Doctor Who já estão acostumados com vilões pouco convencionais, não deveriam ter se incomodado com o que foi apresentado no nono episódio da décima primeira temporada. No entanto, mesmo que os fãs tenham a bagagem carregada de esquisitices espaciais, somos obrigadas a admitir: a produção exagerou em It Takes You Away. O enredo não é ruim, muito pelo contrário. Na verdade, se o analisarmos, veremos que a produção conseguiu trabalhar muito bem com um tema polêmico, o luto. No entanto, o surgimento do vilão, que deveria ter acrescentado carga dramática ao enredo, acabou se revelando uma decepção. Atenção: O texto a seguir contém spoilers!

Transmitido no dia 02 de dezembro de 2018, It Takes You Away foi escrito por Ed Hime e dirigido por Jamie Childs e conta a história de uma aventura vivida pela Doutora e seus companheiros na Noruega, ano de 2018. Ao explorarem as imediações de um belo fiorde, o quarteto encontra uma estranha cabana, que mais se parece com um forte abandonado. Movidos pela curiosidade, acabam encontrando uma garota cega chamada Hanne (Ellie Wallwork). Muito assustada, a jovem afirma que seu pai foi levado por um monstro e que a criatura a persegue todos os dias.

It Takes You Away

A Doutora (Jodie Whittaker) e seus amigos desconfiam da história e começam a investigar. Por acaso, Graham (Bradley Walsh) e Ryan (Tosin Cole) descobrem um misterioso espelho e, após a Senhora do Tempo examiná-lo, percebe-se que, na verdade, aquele é o caminho para outro lugar. O quarteto decide se dividir. A Doutora, Graham e Yaz (Mandip Gill) cruzam o portal em busca de respostas, enquanto Ryan e Hanne permanecem na casa da menina, tentando se proteger da criatura que, supostamente, está à espreita.

Do outro lado do portal a Doutora, Graham e Yaz se deparam com a Anti-Zona, um lugar criado pelo universo para tentar equilibrar o tecido do espaço-tempo. Uma espécie de proteção entre dois mundos, feita para conter ameaças. Mas, qual seria a terrível ameaça que pairava sobre o mundo real e que levou o universo a recorrer a Anti-Zona? O Solitrato.

It Takes You Away

Aqui temos uns dos pontos interessantes do episódio. Ao explicar para a Yaz o que é o Solitrato, a Doutora acaba revelando alguns detalhes de sua vida. Apesar de Doctor Who ser uma série longa, tendo comemorado cinquenta e cinco anos de existência, pouco se sabe sobre a história particular de seu principal personagem e cada pedacinho que os produtores deixam escapar durante os episódios são comemorados pelos fãs.

Agora sabemos que a Doutora teve sete avós, e a quinta, favorita da Senhora do Tempo, lhe contou sobre o mito do Solitrato. Mas, afinal, o que é o Solitrato? Uma consciência, uma energia que ameaça a existência do universo. Com ele presente, os elementos ficam em desalinho e a nossa realidade simplesmente não existe.

It Takes You Away

Leia também:
>> [SÉRIES] Doctor Who – 11×08: The Witchfinders
>> [DESENHOS] O que esperamos da nova fase de “Steven Universe”
>> [SÉRIES] Especial de Natal de Sabrina e as pistas para a próxima temporada

O que a Doutora e seus amigos encontram no Reino do Solitrato? Um mundo parecido com o nosso, porém, com uma peculiaridade. Aqueles que estão mortos em nosso mundo parecem ter renascido no outro. Por isso, Graham se reencontra com a falecida esposa, Grace O’Brien (Sharon D. Clarke).

Aqueles que já perderam uma pessoa próxima sabem o quanto o luto é difícil, por vezes incapacitante. E foi por conta da morte de Grace que Graham se juntou a Doutora. Ele precisava de um tempo para recuperar-se e, quem sabe, voltar a viver na antiga casa que dividia com a esposa e prosseguir com sua vida.

Graham não teve muito espaço ao longo da 11ª temporada e pouco se sabe sobre a história dele. Mas em It Takes You Away descobrimos mais sobre o bravo senhor que tem acompanhado a Doutora. Graham é um homem sensível, amoroso e dedicado. Porém, seu coração esconde um triste segredo. Graham se sente culpado pela morte de Grace e, mesmo que tenha conseguido disfarçar, esteve atormentado por achar-se responsável pelo destino da esposa.

Contudo, sabemos que os que morrem não voltam jamais. Aquela não é a verdadeira Grace. O Solitrato havia criado uma cópia, na tentativa de burlar as regras e se infiltrar em nossa realidade. Felizmente, a Doutora descobre o plano a tempo e consegue revertê-lo. Mas, no momento em que a face do Solitrato se revela, o episódio perde um pouco de sua beleza.

It Takes You Away

Quando o Reino do Solitrato começa a se desfazer, a Doutora é transportada para outro lugar, uma sala branca, bastante misteriosa, e lá ela encontra um sapo, que tem a voz de Grace. Nada contra os sapos, são criaturas impressionantes, porém, a nova forma escolhida pelo Solitrato para se comunicar com a Doutora não causou o impacto que deveria. Por se tratar de uma energia consciente, esperávamos que adotasse uma forma grandiosa. Entretanto, talvez a mensagem tenha sido está: a valorização das pequenas coisas da vida. Afinal, a morte, muitas vezes, nos rouba momentos simples e é neles que o prazer em viver reside. 

Uma coisa é certa. Independentemente das escolhas feitas pela produção de Doctor Who, mesmo as mais estranhas, a série continuará encantando fãs ao longo das gerações.

Escrito por:

21 Textos

Nerd, pedagoga, escritora, leitora, gamer, integrante da casa de Lufa-lufa, amante de ficção científica (Star Trek, Star Wars e Doctor Who) e literatura fantástica. Deseja ardentemente que o outro lado da vida seja uma grande Biblioteca.
Todos os textos
Follow Me :