Os melhores quadrinhos de 2023

Os melhores quadrinhos de 2023

Mais um ano de publicações literárias incríveis chega ao fim. Do terror ao feminismo, passando por comédias e reflexões, 2023 nos surpreendeu com HQs de autoras e autores brasileiros, estabelecendo novos nomes para se observar. Confira nossa lista dos melhores quadrinhos de 2023!

Mayara & Annabelle e a Carreta Fantasma (Pablo Casado e Talles Rodrigues)

Capa da HQ "Mayara & Annabelle e a Carreta Fantasma", de Pablo Casado e Talles Rodrigues. A obra entra na lista dos melhores quadrinhos de 2023.

Mayara e Annabelle já se tornou um verdadeiro clássico dos quadrinhos nacionais!

Lançado de forma independente no início do projeto, o quadrinho explodiu nos últimos anos, ganhando duas edições definitivas pela Conrad e uma adaptação live-action em andamento, ainda sem data de estreia definida.

A narrativa, que apresenta uma ninja paulista e uma maga cearense solucionando mistérios sobrenaturais, ganhou um capítulo adicional este ano.

Agora, as duas terão que investigar aparições fantasmagóricas nos populares trenzinhos da alegria brasileiros.

Páginas de "Mayara & Annabelle e a Carreta Fantasma", quadrinho lançado pela Conrad.
Páginas de “Mayara & Annabelle e a Carreta Fantasma” | Imagem: divulgação

Com um humor afiadíssimo e referências à cultura brasileira e aos famosos memes da internet, como a Carreta Furacão, o quadrinho de trinta e poucas páginas é uma excelente porta de entrada para novos leitores ou para quem sentiu saudade das amigas e de suas aventuras cheias de tensão e quebradeira.

Leia também » Porque você deveria ler “Mayara & Annabelle”

Parque Chas (Eduardo Risso e Ricardo Barreiro)

Capa da HQ "Parque Chas", de Eduardo Risso e Ricardo Barreiro. A obra entra na lista dos melhores quadrinhos de 2023.

O bairro Parque Chas, na Argentina, é cercado de lendas devido à sua configuração labiríntica, tornando fácil para turistas se perderem. Até mesmo taxistas evitam fazer corridas para o local, tamanho o medo de ficarem perdidos.

Elevando isso ao máximo das narrativas insólitas, Eduardo e Ricardo criam contos que mesclam fantasia e terror em Parque Chas, onde vampiros, sereias e fantasmas se encontram em situações instigantes.

Página de "Parque Chas", quadrinho lançado pela Comix Zone!
Páginas de “Parque Chas” | Imagem: reprodução

Traduzido por Jana Bianchi, a HQ é uma pérola das narrativas gráficas latino-americanas, evocando bem a potência criativa do nosso continente. Indicado para fãs de Mariana Enriquez e Gabriel García Márquez!

Contos Macabros de Kanako Inuki

Capa do mangá de terror "Contos Macabros", da mangaká Kanako Inuki. A obra entra na lista dos melhores lançamentos de 2023.

Ama Junji Ito e busca uma mangaká de horror tão talentosa quanto ele?

Kanako Inuki apresenta neste mangá seis histórias horripilantes, onde aspectos da realidade, como o bullying escolar, se mesclam a eventos sobrenaturais surpreendentes.

Personagens de "Contos Macabros de Kanako Inuki", mangá lançado pela JBC.
Personagens de “Contos Macabros de Kanako Inuki” | Imagem: divulgação

O traço delicado e kawaii da autora acrescenta uma camada de pavor à leitura, quando as fofuras se desconstroem diante de acontecimentos grotescos. A tradução é de Edward Kondo.

Leia também » Frankenstein: o horror está vivo no mangá de Junji Ito!

As Muitas Mortes de Laila Starr (Ram V e Filipe Andrade)

Capa da HQ "As Muitas Mortes de Laila Starr", de Ram V e Filipe Andrade. A obra entra na lista dos melhores quadrinhos de 2023.

De repente, a morte fica desempregada: é hora de a criança que trará a imortalidade nascer.

Misturando narrativa poética e cores vibrantes, o quadrinho é uma belíssima fábula indiana sobre luto e aceitação, mas, acima de tudo, sobre a vida e suas escolhas.

Quando a deusa da morte assume o corpo de Laila Starr e é condenada a passar seus dias na Terra, decide perseguir o garotinho que ameaça sua existência. No entanto, ao acompanhá-lo ao longo da vida, Laila aprenderá mais sobre os humanos e sobre si mesma.

Páginas do quadrinho "As Muitas Mortes de Laila Starr", lançado pela Devir.
Páginas de “As Muitas Mortes de Laila Starr” | Imagem: reprodução

A HQ publicada pela Devir, é perfeita para os fãs de Sandman e Deuses Americanos, de Neil Gaiman, e foi traduzida por Marquito Maia.

M de Monstra (Talia Dutton)

Capa da HQ "M de Monstra", de Talia Dutton. A obra entra na lista dos melhores quadrinhos de 2023.

Quando a cientista Frances perde sua irmã Maura em um terrível acidente, tenta a qualquer custo revivê-la, a fim de aplacar sua dor. No entanto, quem retorna não é Maura: M, como se autodenomina, é uma pessoa completamente nova, com seus próprios sonhos e vontades.

Aos poucos, as duas passam a se desentender, pois Frances cria expectativas que M não consegue cumprir, levando o relacionamento a ruir.

Leia também » 7 leituras para os fãs de “Frankenstein” e Mary Shelley

Páginas da HQ "M de Monstra", lançado pela Suma de Letras.
Páginas de “M de Monstra” | Imagem: divulgação

Traduzido por Helen Pandolfi e publicado pela Suma de Letras, M de Monstra é uma tocante releitura do clássico Frankenstein de Mary Shelley, com um traço lindíssimo e discussões sobre luto, pertencimento, identidade e expectativas familiares, além de representatividade LGBTQIAP+.

Twistwood Tales (AC Macdonald)

Capa da HQ "Twistwood Tales", de AC Macdonald. A obra entra na lista dos melhores quadrinhos de 2023.

Criaturas mágicas convivem em uma floresta obscura, vivendo aventuras, terrores e incríveis descobertas nesta HQ.

Com um traço delicado e uma narrativa que se intercala a cada tirinha, conhecemos personagens engraçados, como um plague doctor que não entende nada de medicina, uma fantasminha com medo de assombrar e um garoto com cabeça de tronco em busca de autodescoberta.

Páginas da HQ "Twistwood Tales", lançado pela editora internacional Andrews McMeel Publishing.
Páginas de “Twistwood Tales” | Imagem: divulgação

Sem previsão de lançamento no Brasil, Twistwood Tales é indicado para fãs de animações como O Segredo Além do Jardim e as do Studio Ghibli, proporcionando a sensação de conforto desejada por amantes de outono, Halloween e fantasias.

Bruxas: minhas irmãs (Chantal Montellier)

Capa da HQ "Bruxas: minhas irmãs", de Chantal Montellier. A obra entra na lista dos melhores quadrinhos de 2023.

A quadrinista francesa Chantal Montellier, conhecida pelo sci-fi visionário Social Fiction, retorna ao Brasil com Bruxas: minhas irmãs, uma antologia de histórias feministas sobre mulheres julgadas como bruxas ao longo dos séculos, como Tituba, escravizada de Barbados e julgada em Salem.

Leia também » “A Bruxa” e 5 dicas de livros malditos que você deveria ler

Páginas da HQ "Bruxas: minhas irmãs", lançado pela Veneta.
Páginas de “Bruxas: minhas irmãs” | Imagem: reprodução

Publicado pela Veneta, o quadrinho conta com uma introdução robusta, repleta de referências a obras feministas, que ajuda os leitores a se situarem no tema abordado pela antologia, refletindo sobre papéis de gênero. A HQ foi traduzida por Maria Clara Carneiro.

***

Quais quadrinhos incríveis você leu ao longo do ano? Comente em nossas redes sociais!

Escrito por:

117 textos

Formada em Letras, pós-graduada em Produção Editorial, tradutora, revisora textual e fã incondicional de Neil Gaiman – e, parafraseando o que o próprio autor escreveu em O Oceano no Fim do Caminho, “vive nos livros mais do que em qualquer outro lugar”.
Veja todos os textos
Follow Me :