Todos os Pássaros no Céu: quando natureza e tecnologia dão-se às mãos

Todos os Pássaros no Céu: quando natureza e tecnologia dão-se às mãos

A editora Morro Branco traz para as leitoras e leitores uma incrível obra de ficção científica e fantasia de Charlie Jane Anders, escritora transgênero e ganhadora dos prêmios Hugo, Nebula, Locus e Emperor Norton Award, umas das maiores honrarias para obras do gênero: Todos os Pássaros no Céu acompanha Patrícia, uma garota que, ao conseguir se comunicar com pássaros aos seis anos de idade, descobre ser bruxa, e Laurence, um pequeno gênio da tecnologia, capaz de construir máquinas do tempo de dois segundos. Os dois, tão diferentes, precisarão unir forças para impedirem o fim do mundo.

Pertencentes a duas famílias pouco tolerantes, os dois encontram na companhia um do outro uma forma de sobreviver ao fatídico período da adolescência, até serem separados por eventos que fogem ao controle de ambos. Eles funcionam na história como dicotomias que se compreendem: opostos, não apenas na personalidade, mas também quando a autora decide usá-los para personificar a luta entre tecnologia e natureza, alma e razão (luta esta que, na terceira parte do livro, será crucial para o destino da Terra). 

Patrícia precisa esconder sua verdadeira essência, ao passo que Laurence não enfrenta as mesmas problemáticas por possuir interesses prestigiados pela maioria; pode-se compreender que a essência da mulher-bruxa, mulher que sofria e ainda sofre atualmente, tendo de muitas vezes reprimir suas próprias vontades e conhecimentos, é sintetizada no amadurecimento e crescimento intelectual de Patrícia, e em sua constante busca por respostas que não chegam sem sequelas. Até mesmo os pássaros, que aparecem em vários momentos do livro, inclusive dando voz ao título, metaforizam a vontade que a protagonista possui de voar, libertando-se e aceitando seu verdadeiro “eu”. Porém, ambos sofrem com o bullying na escola e, mesmo Laurence afastando-se de Patrícia por algum tempo por conta de boatos criados por colegas da instituição, logo voltam a amparar-se; o interessante na relação dos dois é que tudo flui naturalmente, como se as diferenças que existem fortificassem a amizade pura dos dois.

“Sociedade é a escolha entre a liberdade nos termos de outra pessoa e a escravidão nos seus”

(Todos os Pássaros no Céu, p. 142)

Leia também:
>> [LIVROS] A Parábola do Semeador: Nem todas as distopias são iguais
>> [LIVROS] Maresi – As Crônicas da Abadia Vermelha: As meninas machucadas da ilha de Maria Turtschaninoff
>> [LIVRO] A Vida dos Elfos: Uma alta fantasia que lembra o universo onírico da Ghibli

Todos os personagens do livro são multifacetados, o que pode aproximar a leitora de muitos deles. Até mesmo os protagonistas são por vezes precipitados, tomando decisões erradas e, com isso, tendo de arcar com as consequências ruins (como tudo – e todos – na vida).

Publicidade

O livro, dividido em quatro partes, acompanha o crescimento e as descobertas de Patrícia e Laurence da infância à vida adulta. A escrita de Charlie é simples, fluida e acolhedora, passando mensagens importantíssimas através das minúcias do texto, fora que os elementos evocados em cena, de tão bem descritos, tornam-se sensoriais e a leitora consegue até mesmo sentir cheiros, gostos e observar claramente as paisagens.

Juntar fantasia e ficção científica, de forma tão certeira, não é para qualquer um: Charlie faz mágica! A lindíssima edição em papel pólen possui ilustrações de um céu estrelado nas folhas de guarda e de elementos da natureza, pássaros e árvores, antecedendo o início de cada uma das partes em que o livro se divide.

Todos os Pássaros no Céu é uma linda fábula sobre autoconhecimento, não apenas da própria personalidade, mas também sobre seu papel neste gigantesco e caótico mundo: uma história repleta de magia, que ronda nossas ideias e rodopia como pássaros pelos nossos pensamentos muito após o seu fim!

Charlie, além de escritora, é fundadora do site sobre ficção científica io9.


Todos os Pássaros no Céu

Autora: Charlie Jane Anders

474 páginas

Tradução: Petê Risatti

Se interessou pelo livro? COMPRE AQUI!

A Delirium Nerd é integrante do programa de associados da Amazon. Comprando através do link acima, você ajuda a manter o site no ar, além de ganhar nossa eterna gratidão por apoiar o nosso trabalho!

Publicidade

Escrito por:

106 textos

Formada em Letras, pós-graduada em Produção Editorial, tradutora, revisora textual e fã incondicional de Neil Gaiman – e, parafraseando o que o próprio autor escreveu em O Oceano no Fim do Caminho, “vive nos livros mais do que em qualquer outro lugar”.
Veja todos os textos
Follow Me :