Arroz: uma história acolhedora sobre amizade

Arroz: uma história acolhedora sobre amizade

Arroz é aquela HQ que traz um quentinho para o seu coração. Com autoria de Ale Presser, o quadrinho foi lançado de forma independente em 2016 (e está disponível na íntegra de forma online na plataforma Tapas). Na introdução da obra, Ale, que também é ilustradora, nos conta que não se trata de uma biografia. Contudo, em seguida ela traz uma reflexão de Amanda Palmer do livro A Arte de Pedir, no qual ela afirma que todo artista usa suas experiências pessoais em suas artes, não importa qual estilo seja, mas batidas em velocidades diferentes em um liquidificador. E por falar em Amanda, ela é devidamente homenageada na HQ com uma personagem que também se chama Amanda.

Arroz traz a história de Melina, que é uma garota que ama ler e leva uma vida tranquila e pacata. E ela se sente bem assim. Melina tem uma família com quem pode contar, amigos com que sai às vezes e um emprego que ela adora de vendedora em uma livraria. Porém, ela se considera meio arroz.

Ale Presser com sua obra. Imagem | Reprodução.

Bom, se você está se perguntando “como assim alguém pode se considerar meio arroz? ”, nós temos a explicação, ou melhor, a própria Melina tem. A questão é que nossa protagonista compara seu círculo de amizade a um PF (prato feito). Enquanto que seus outros amigos são o feijão, a salada, a bata-frita, ou o bife, Melina é o arroz. Que ela classifica como o carboidrato sem graça que só está no prato para fazer volume. É algo pelo qual ninguém se interessa se não estiver acompanhado.

Leia também >> A Arte de Pedir: as conexões cotidianas de Amanda Palmer

Melina explica que não se sente inferior às outras pessoas, porém ela considera suas próprias qualidades chatas, pois não são comuns às pessoas populares. E sua vida segue assim até o momento em que ela conhece Amanda.

Em um dia normal no trabalho, Melina é abordada por uma jovem simpática que pede ajuda para encontrar um presente para um amigo. Em pouco tempo as duas desenvolvem uma afeição mútua. Amanda convida Melina para ir junto à festa do amigo que está de aniversário, porém ela recusa. Melina acredita que ninguém se interessaria em conversar com ela fora da livraria, por isso ela dá uma desculpa qualquer para não ir. Mas mesmo assim, é dessa forma que temos o primeiro passo para o início de uma encantadora amizade.

Referência a Neil Gaiman no quadrinho "Arroz", de Ale Presser.
Referência a Neil Gaiman nunca é demais. | Imagem: site Tapas

Arroz e a importância da amizade

Arroz é um quadrinho curto (88 páginas), porém é de uma delicadeza sem tamanho e conta com uma história que consegue nos dizer muito. Seja através do traço delicado, ou pela forma agradável como as duas personagens conduzem a narrativa. Amanda é professora de inglês e possui uma personalidade extrovertida, é popular, comunicativa, possui redes sociais com inúmeros seguidores e faz amizade facilmente. Já Melina, é introvertida e prefere o silêncio e os livros.

Até que Melina é chamada para uma entrevista de emprego para uma editora. Este é para ela o emprego dos sonhos, mas a princípio, devido ao nervosismo e insegurança, ela fica sem saber o que fazer. E é com o apoio de Amanda que ela encontra forças para fazer a entrevista, pois antes disso ela estava propensa a desistir. Amanda consegue animar Melina e vai até a casa dela para ajudá-la a se arrumar para a entrevista.

Melina e Amanda de "Arroz", HQ de Ale Presser.
Melina e Amanda. | Imagem: site Ale Presser

O mais interessante desse momento da história é que Amanda em nenhum momento desconsidera ou desvaloriza o visual de Melina. Ela simplesmente auxilia a garota com as roupas que ela já tem no próprio guarda-roupa, deixando claro que ela precisa continuar sendo ela mesma. Amanda também traz a questão da beleza dos cabelos crespos e dá dicas para a amiga de como cuidar deles. Após esse momento, Amanda vai fazer a entrevista e volta com boas notícias. E é nesse dia que, com a disposição em ajudar de Amanda e a permissão de ser ajudada de Melina que a amizade começa a se consolidar.

Leia Também >> A Diferença Invisível: Precisamos conversar sobre a Síndrome de Asperger

Amanda e Melina permitem uma fazer parte do mundo da outra. Amanda entra nos programas mais calmos da amiga, como um jantarzinho tranquilo entre as duas. E Melina se permite uma vida um pouco mais agitada ao lado de Amanda. Com direito a festinhas, se aventurar andando de patins, aprender a dirigir, etc. A amizade de Amanda desperta em Melina confiança. A garota que achava que antes nunca tinha nada a dizer, se dá conta que na real ela sempre teve o que dizer, só não tinha coragem.

Quadrinho "Arroz" na versão física.
Arroz na versão física. | Imagem: site Ale Presser

Arroz é uma HQ que fala sobre amizade, sobre as particularidades de cada pessoa e principalmente sobre a importância de respeitar as escolhas uns dos outros. E a amizade de Amanda e Melina é totalmente pautada nisso. É interessante também que no início da história, ao descobrirmos que Amanda é bissexual, tudo leva a crer que pode rolar um romance entre as duas. Mas no desenrolar da narrativa entendemos que a intenção é abordar o amor de uma forma diferente.

Leia Também >> Valente por você: a última aventura de um herói apaixonado

Assim, a história nos mostra que a sua alma-gêmea, cara-metade, metade da laranja (nesse momento, pense em mais algum outro dito popular relacionado a um par romântico), não é o(a) seu companheiro(a). Mas sim aquela pessoa que você ama de outra maneira. Dessa forma, a obra enfatiza fortemente – e de um jeito muito fofo – o poder transformador da amizade. Arroz também nos faz pensar a respeito daquilo que a gente é, e o que as outras pessoas veem da gente.

Melina e sua reflexão sobre a questão de se ter uma alma gêmea.
Melina e sua reflexão sobre a questão de se ter uma alma gêmea. | Imagem: site Tapas

Arroz é uma obra bonita, sensível e verdadeira. Através de uma história simples sobre amizade, autoaceitação e mudança, ela consegue entregar sua mensagem. E terminamos a leitura sentindo a HQ como um abraço quente e acolhedor. Sem contar que dá uma enorme vontade de fazer parte do círculo de amizade da Amanda e da Melina. Pois sabemos que seremos muito bem-vindas e tratadas da melhor forma.

Publicidade

Autora:

16 textos

Denise é bacharela em cinema e tem amor incondicional por tal arte. Pesquisa e escreve sobre feminismo e a representação das mulheres na área do audiovisual. É colecionadora de DVDs, fã da Audrey Hepburn, apaixonada por Rock n' Roll e cultura pop. Adora os agitos dos shows de rock, mas tem nas salas de cinema seu local de refúgio e aconchego.
Todos os textos
Follow Me :