13 livros que se entrelaçam com as canções do “Midnights”

13 livros que se entrelaçam com as canções do “Midnights”

No dia 21 de outubro, a cantora Taylor Swift lançou o seu décimo álbum de estúdio, o Midnights. Em uma onda de regravações, com o Fearless TV e o RED TV, a cantora decidiu arriscar em um álbum totalmente inédito, promovendo através do TikTok alguns títulos. Os seus fãs, a indústria e a imprensa ficaram ansiosos para descobrir qual a sonoridade e estética que ela iria trazer. Desde 2020, Taylor decidiu arriscar em outros gêneros musicais, saindo do pop, no qual ela trouxe 1989, Reputation e Lover, e entrando no alternativo com os aclamados álbuns Folklore e Evermore.

Muitas pessoas esperavam que Swift ficasse no alternativo, juntamente com seus dois parceiros Jack Antonoff e Aaron Dessner. Porém, ela sempre gostou de arriscar novos ares em relação as suas músicas e novamente este risco deu certo. Com canções que contam histórias de amor, sobre si mesma, medos, inseguranças sobre o futuro, narrativas inventadas, Midnights conseguiu consagrar ainda mais uma das maiores cantoras dessa geração. Quebrando recordes no Spotify e Billboard, o seu novo álbum conta com 13 músicas e na versão estendida (3am Edition) com 22 músicas.

Leia também >> Midnights: o rememorar das madrugadas insones

Segundo Taylor, esse álbum tem a premissa de narrar noites insones. Inspirando-se em algumas sonoridades antigas e letras maduras, a cantora conseguiu deixar algumas histórias no passado, desculpou-se em outras e acalentou o coração de muitos com novas histórias. E com isso, ao longo do texto, iremos indicar para vocês, sejam fãs da Taylor Swift ou leitores, livros que se entrelaçam com as músicas do Midnights.

Lavender Haze – Daisy Jones and The Six (Taylor Jenkins Reid)

13 livros que se entrelaçam com as canções do "Midnights”

Um dos maiores fenômenos no mundo dos livros, Daisy Jones and The Six traz a temática de uma banda nos anos 70. Com inspirações em Fleetwood Mac, a autora, Taylor Jenkins Reid, inspira-se em canções, intrigas e amores que a banda passa ao longo dos anos. No entanto, a escolha dessa música para o livro é pelo fato da protagonista Daisy se envolver com Billy, o guitarrista e criador da banda.

Tanto ao longo do livro quanto da música Lavender Haze, percebemos que ambos os personagens querem estar em uma névoa, no qual a vida real e todos os estigmas da sociedade deixam de existir.

Maroon – Norwegian Wood (Haruki Murakami)

livros que se entrelaçam com as canções do "Midnights”

Norwegian Wood é um romance japonês escrito por Haruki Murakami. Com a temática de jovens universitários no final dos anos 60, o livro registra as transformações políticas e sociais dessa época.

Na história, Toru reencontra Naoko, a linda ex-namorada do seu melhor amigo de infância. Tal reencontro traz à tona ao protagonista sentimentos que nunca teve. Porém, ao estar no ambiente universitário, ele acaba conhecendo Midori, uma colega de classe. Toru, portanto, vive uma espécie de triângulo amoroso, através de uma história de amor diferente com cada uma. E assim como a letra de Maroon, a obra diz sobre amores que não deram certo.

Anti-Hero – A Redoma de Vidro (Sylvia Plath)

livros que se entrelaçam com as canções do "Midnights”

Em A Redoma de Vidro, Sylvia Plath narra a história de Esther Greenwood, uma mulher que vive em Nova Iorque por conta de um estágio em uma revista feminina. Porém, ao longo que sua temporada na cidade vai passando, a protagonista começa a ter crises de ansiedade e pânico, e o medo do futuro a leva à uma depressão e consequentemente a uma clínica psiquiatra.

Anti-Hero, portanto, conta justamente sobre esse medo do futuro, de como a pessoa tem uma imagem negativa de si mesma quando se olha no espelho e não se reconhece mais.

Snow On The Beach – Leitura de Verão (Emily Henry)

Snow On The Beach – Leitura de Verão (Emily Henry)

Taylor disse que Snow On The Beach é sobre duas pessoas se apaixonando ao mesmo tempo. Portanto, indicamos o livro da Emily Henry para pessoas que gostam de um romance, uma comédia romântica e que acredita no amor.

Leitura de Verão conta a história de January e Gus, dois autores que escrevem gêneros opostos e que têm uma rivalidade desde a universidade. Em um verão, os dois acabam se encontrando e fazendo uma aposta que cada um deveria escrever um livro do gênero do outro. Ao longo da trama, o leitor acompanha os dois protagonistas se apaixonando apesar das diferenças e de cada um ter um passado no qual acarretou alguns traumas.

Leia também >> Belo mundo, onde você está: Sally Rooney e as angústias de uma geração

You’re On Your Own, Kid – Malibu Renasce (Taylor Jenkins Reid)

You’re On Your Own, Kid – Malibu Renasce (Taylor Jenkins Reid)

Com outro livro da Taylor Jenkins Reid na lista, Malibu Renasce conta a história dos filhos do Mick Riva, personagem famoso no universo da autora, e como este sempre foi relapso com a família, abandonando-os.

Com uma mãe alcoolista e um pai ausente, quem cria os irmãos é a filha mais velha, Nina, que desde nova sempre teve que tomar conta de tudo. O papel de irmã mais velha/mãe faz com que a personagem tomasse conta de si sozinha e arrumasse todos os problemas sem pedir ajuda. Por conta dessa temática que You’re On Your Own, Kid se relaciona com a obra.

Midgnight Rain – A Filha Perdida (Elena Ferrante)

Midgnight Rain – A Filha Perdida (Elena Ferrante)

Elena Ferrante é consagrada pela tetralogia napolitana, porém seus outros livros trazem temas também pertinentes, principalmente para as mulheres que buscam alcançar seu nome.

Em Midnight Rain, Taylor Swift fala sobre buscar e criar a sua própria marca e identidade individual. E é isso que Leda, a protagonista do livro da italiana, nos mostra, principalmente nos flashbacks da história. Ferrante escreve sobre uma mulher imperfeita, que tem dificuldade de conciliar a família que construiu com o seu trabalho no campo acadêmico.

Question…? – Pessoas Normais (Sally Rooney)

Question...? – Pessoas Normais (Sally Rooney)

Quando estavam na escola, Connell e Marianne fingiam não se conhecer. Ele por ser popular e ela por ser excluída, seus mundos não se colidiam. Até que um dia se aproximam e começam a desenvolver um romance. Com falta de comunicação, autossabotagem, complexidade humana, Pessoas Normais, de Sally Rooney, é uma história de duas pessoas que se amam mas, por circunstâncias ou conexões perdidas, se separam. A canção Question…?, portanto, explica um pouco sobre isso na letra, um amor que se perdeu.

Leia também >> “O Morro dos Ventos Uivantes” e o embranquecimento de Heathcliff

Vigilante Shit – O Corpo dela e Outras Farras (Carmen Maria Machado)

Vigilante Shit – O Corpo dela e Outras Farras (Carmen Maria Machado)

O Corpo dela e Outras Farras é uma poderosa coletânea de contos escrito por Carmen Maria Machado, em que todos os contos têm como protagonista a mulher e o seu corpo. Alternando entre histórias brutais e sentimentos, a autora derruba alguns muros e cruza com o realismo fantástico, ficção científica, comédia, horror e fantasia, desafiando em cada narrativa a realidade das mulheres e a violência que elas sofrem com seus corpos de diferentes formas. Já Vigilante Shit tem por trás uma Taylor empoderada na forma de se vestir e de como as mulheres podem superar as dificuldades.

Bejeweled – The Comeback (Ella Berman)

Bejeweled – The Comeback (Ella Berman)

Em The Comeback, Grace Turner é uma atriz famosa de cinema, mas no topo da sua carreira e nomeada ao primeiro Globo de Ouro, desaparece, voltando depois de um ano para Los Angeles. A autora, Ella Berman, narra a história de uma protagonista jovem e feminina com dificuldades de encontrar sua própria voz , se recuperando, aos poucos, dos traumas da indústria e se reencontrando como pessoa e artista. Já Bejeweled, portanto, traz um pouco disso, de se auto encontrar e de brilhar na melhor forma.

Labyrinth – Gostaria que você estivesse aqui (Fernando Scheller)

Labyrinth – Gostaria que você estivesse aqui (Fernando Scheller)

Gostaria que você estivesse aqui é um livro LGBTQIA+ de múltiplas narrações, que se passa no Rio de Janeiro nos anos 80. Aqui temos cinco personagens que vão se encontrando ao longo dos anos: Inácio, Baby, César, Selma e Rosalvo.

O romance de Fernando Scheller é ambientado nas contradições, na instabilidade política, na epidemia da AIDS e na vontade de viver. A obra retrata a perda da inocência e a entrega para o amor. E assim como em Labyrinth, observamos quando os personagens passam pelas três fases do descobrimento de estar apaixonado: realização, medo e aceitação.

Karma – A Biblioteca da Meia-Noite (Matt Haig)

Karma – A Biblioteca da Meia-Noite (Matt Haig)

A Biblioteca da Meia-Noite conta a história de Nora Seed, uma mulher que está vivendo a sua pior fase por conta das consequências de suas atitudes passadas. Quando sofre um acidente, ela para em um limbo, uma biblioteca que oferece a chance de viver outra vida diante das possibilidades que ela perdeu. E ao passar por várias vidas, Nora tem que decidir qual vida vale mais a pena de viver e o que ela realmente quer. A canção Karma fala justamente sobre isso, sobre plantar e colher as coisas que mais valem a pena.

Sweet Nothing – Linha M (Patti Smith)

Sweet Nothing – Linha M (Patti Smith)

Após o premiado Só Garotos, a autora e cantora Patti Smith volta com mais de suas histórias no qual ela chama de “um mapa para a minha vida”. Em Linha M, Patti conta sobre a sua ida a um café por vários anos. Nele, ela sempre leva um caderno e sua câmera analógica para registrar e entrelaçar o passado e o presente em suas anotações.

Em meio à viagens entre amigos e conferências ambientais, Smith nos conta que seus momentos preferidos era ao lado do seu amor, Fred Sonic Smith, relatando como eles faziam vários nadas, juntamente com os filhos. E Sweet Nothing traz esse gosto de viver um dia calmo com o seu amor, sem nada para fazer.

Mastermind – De Férias com Você (Emily Henry)

Mastermind – De Férias com Você (Emily Henry)

Em De Férias com Você, após uma viagem de carro, Poppy e Alex viram melhores amigos e começam uma tradição de viajarem no verão, até que acontece uma falha de comunicação e ambos acabam se afastando. Por se sentir só e com saudades, Poppy convence Alex de uma última viagem, com intuito de reconquistá-lo. Porém, ao longo da viagem os sentimentos de amizade se revelam outra coisa. E Mastermind fala exatamente sobre planejar e arquitetar algumas situações que o universo oferece.

Publicidade

Autora:

1 textos

Sou formada em Letras Português, buscando me especializar em Elena Ferrante. Falo italiano fluentemente. E sou apaixonada por comédias românticas, seja livros ou filmes. Sempre busco procurar o amor romântico nas coisas.
Todos os textos
Follow Me :