The Last os Us – 1×04: Joel e Ellie conquistando corações

The Last os Us – 1×04: Joel e Ellie conquistando corações

A cada episódio novo lançado, a expectativa para acompanhar a série de The Last of Us só aumenta, pois por mais que Craig Mazin tenha se comprometido a manter fidelidade ao universo criado por Neil Druckmann, o diretor tem liberdade criativa para expandir a história e mudar pontos de vista e desfecho de alguns personagens, como visto no terceiro episódio.

Isso porquê um seriado precisa focar mais no drama da história ao invés da ação, algo que o videogame foca. A jogabilidade necessita da adrenalina com a ação, enquanto o drama faz o público ficar entretido, por isso a necessidade dos roteiristas da série tomarem outros rumos para construir cada episódio. Claro, isso sem perder a essência da história original. Afinal, é o que faz uma adaptação ser excelente, o que Mazin continua fazendo neste novo episódio.

Joel (Pedro Pascal) e Ellie (Bella Ramsey) no quarto episódio de The Last of Us.
Joel e Ellie continuam sua jornada, agora na antiga caminhonete de Bill. Ainda há bastante gelo entre a dupla, mas veremos essa relação se aprofundar um pouco neste episódio.

Piadas velhas

Uma das principais reclamações dos jogadores sobre o terceiro episódio foi a falta da interação entre Ellie (Bella Ramsey) e Bill (Nick Offerman), que no jogo é repleto de diálogos engraçados em que os personagens se ofendem e trocam provocações o tempo todo. Bom, se é por isso, o quarto episódio começa com Ellie fazendo seus infames trocadilhos com Joel (Pedro Pascal), tudo para quebrar o gelo entre os dois e fazer com que o velho resmungão fique menos amargo.

E, para os saudosos jogadores, há a bendita e hilária cena em que Ellie pega uma uma revista pornográfica de Bill e faz alguns comentários que deixam Joel constrangido, tudo isso dentro da caminhonete, bem fiel ao jogo!

Quem reclamou da falta das cenas engraçadas entre Ellie e Bill no game, pelo menos há as cenas de interação entre a garota e Joel na caminhonete, como a fita cassete antiga e o hilário diálogo sobre a revista antiga de Bill!

Durante a viagem, Ellie continua com suas tentativas de conversar mais com seu guardião, querendo conhecer mais sobre seu passado, para onde estão indo e quem é Tommy. Relutante, Joel responde o que pode e faz de tudo para resistir ao humor ácido de sua protegida, afinal, tem uma reputação de durão a zelar.

De volta a ação

Joel e Ellie seguem a viagem em direção a Wyoming, local onde Joel sabe que Tommy estava antes de perder o contato de vez com o irmão mais novo. É interessante observar nessa parte o excelente trabalho da direção de arte em criar os cenários de cidades completamente destruídas e tomadas pelo verde. Desde carros abandonados e cheios de poeira a ruínas de uma montanha russa – por exemplo – tomada de ferrugem e pelo verde das heras que tomaram sua superfície.

Os cenários de The Last os Us sempre tiveram uma beleza instigante: a natureza invadindo construções feitas pelos humanos, uma vez que a humanidade está praticamente destruída, mais focada em sobreviver do que fazer a manutenção de estruturas, casas e estradas. Poeticamente trágico, a natureza sempre encontra um caminho para prevalecer.

Voltando à viagem dos protagonistas, no meio do caminho, há a cidade do Kansas, cujo túnel da interestadual está bloqueado. Sem alternativa, a dupla tem que entrar na cidade em ruínas. É quando a calmaria de uma viagem de carro acaba.

Leia também >> Andor – 1ª temporada: sobre liberdade e resistência
Cena da série de Craig Mazin
Momentos antes da m@#$% acontecer…

Os jogadores sabem qual parte se trata: é quando Joel e Ellie tem o primeiro encontro com os assaltantes, mal feitos sem escrúpulos que atacam qualquer um que passe por seu território de forma bem violenta possível. Como no jogo, Ellie vê um homem aparentemente ferido pedindo ajuda, mas o calejado Joel percebe que se trata de uma farsa e tenta manobrar o carro para longe dali, mas acabam caindo na armadilha dos assaltantes e um confronto acontece entre Joel e os bandidos.

Novos personagens em The Last of Us

Neste quarto episódio, Ellie conhece a periculosidade dos humanos fora das zonas de quarentena. São os sobreviventes que abriram mão de escrúpulos, compaixão e até mesmo deixaram aflorar sua falta de caráter para tomar de outras pessoas seus recursos para sobreviver. Diferente de um infectado, Ellie vai entender que enfrentar um humano normal é mais difícil do que parece.

Ao receber ajuda da garota para acabar com um dos bandidos que o atacava, Joel percebe que Ellie esconde muito mais coisas dele do que uma pistola. O contrabandista não tem tempo de brigar com sua protegida, pois mais bandidos os perseguem, não apenas fortemente armados, mas também a bordo de veículos. A dupla não demora a perceber que a zona de quarentena do Kansas caiu e um novo grupo está no comando da cidade e que não são a Fedra ou Vagalumes, mas sim “pessoas”.

Temos aí mais uma mudança da série. Os inimigos deste trecho do enredo não são meros assaltantes como no game, mas sim um grupo novo, que aparentemente não existe, não como nas facções já conhecidas dos jogadores. Esse grupo é liderado por Kathleen (Melanie Lynskey), uma mulher que está em busca de vingança, pois seu irmão foi brutalmente morto pela Fedra e algumas pessoas foram responsáveis por entregá-los aos militares. Entre essas pessoas, um tal de Henry.

Leia também >> Chernobyl: a tragédia que selou o final de uma era
Kathleen (Melanie Lynskey) no quarto episódio de The Last of Us
Kathleen é uma personagem criada para a série, ela não existe no game. Líder de um grupo também no novo na trama da série, Kathleen é mulher enlutada, movida por uma fúria contida, e está decidida a capturar Henry. Mais de suas motivações só iremos saber nos próximos episódios, mas é uma personagem bem curiosa.

Kathleen é a primeira personagem original criada pela série que somos apresentados. Em sua cena de introdução, Kathleen está interrogando um homem idoso em uma antiga prisão da Fedra. A mulher quer que o velho lhe revele o paradeiro de algumas pessoas nos quais acredita terem entregado seu irmão, entre elas, Henry.

Nessa introdução, podemos perceber que Kathleen é uma mulher marcada pelo luto e está disposta a fazer o que for preciso para ter sua vingança e quem a atrapalhar, irá sofrer graves consequências. Ela é a líder desta nova facção e é nítido que ela é respeitada pelas pessoas deste grupo, mas que as mesmas a temem.

Os rapazes que Joel eliminou eram do grupo de Kathleen e a líder passa a acreditar que os forasteiros vieram para a cidade atendendo um chamado de Henry. É quando ela emite um alerta para todos os homens sob seu comando, mandando que encontrem tais forasteiros e os eliminem. Ainda veremos mais de Kathleen no próximo episódio, mas já dá para entender que é uma personagem cuja dor a tornou uma pessoa cruel, que não hesita em ferir todos que se metem em seu caminho.

Voto de confiança e mais piadinhas

Seja qual for esse grupo armado, Joel entende que ele e sua protegida estão em apuros. Sem o carro e apenas com a mochila de Ellie, a dupla tem que se esconder enquanto esperam a poeira baixar para encontrar um esconderijo e depois uma maneira de escapar daquela cidade.

Por mais irritado que esteja com Ellie por esconder uma arma dele, Joel entende que a situação em que estão é perigosa e a garota precisa ter algo para se proteger. É quando o contrabandista confia a antiga pistola de Frank a Ellie e a ensina a manejá-la da forma correta. Já começamos a ver que Joel está baixando sua guarda em relação a Ellie.

Importante destacar que essa parte faz algumas referências a gameplay, como quando Ellie precisa passar por buracos pequenos ou janelas para abrir portas bloqueadas para que Joel passe e depois os dois se juntam para empurrar alguma mesa para bloquear aquela porta que usaram. Outra cena interessante é um esconderijo encontrado por Kathleen, cujo cenário é muito parecido – quando idêntico – a um dos cenários desse trecho do game.

Joel e Ellie em The Last of Us
Joel terá que confiar mais em Ellie, se quiser sobreviver ao Kansas para chegar em Wyoming e reencontrar Tommy.
Leia também >> White Lotus: uma narrativa sobre poder

Joel e Ellie entram em um antigo prédio de apartamentos abandonados e sobem uma boa quantidade de andares para encontrar um apartamento para passar a noite. No acampamento feito, Ellie faz mais de suas piadinhas de trocadilhos infames para quebrar o silêncio desconfortável e para aquecer nossos corações, Joel finalmente ri, mesmo que resistindo muito. 

Até aqui, é o episódio onde a dupla mais se destaca, ainda mais a atuação de Pedro Pascal na pele Joel Miller, onde o ator entregou mais do potencial do personagem, não apenas a sua força e a expertise de um sobrevivente, mas também de um amargurado pelo luto tendo suas barreiras emocionais se rompendo para se importar verdadeiramente por Ellie. Agora, Joel não a enxerga como uma mera carga, mas sim como alguém importante na sua vida. Tivemos um gostinho disso aqui, mas teremos muito mais daqui para frente.

Expectativas para o próximo episódio de The Last of Us

O quarto capítulo da série se encerra com a aparição de Henry (Lamar Johnson) e seu irmão mais novo, Sam (Keivoon Woodard). Esses personagens são velhos conhecidos dos jogadores e protagonizaram uma das cenas mais tragicamente comoventes do game. Porém, com a introdução da personagem Kathleen que está decidida a caçar Henry e Sam, já dá para entender que assim como Bill e Frank, o background dessa dupla de irmãos também será modificado para a série. O que só aumenta a curiosidade de como será a dinâmica entre a dupla com Joel e Ellie e o porquê a vilã quer tanto capturar Henry.

Série da HBO
Tivemos mais um gostinho de ver a dinâmica entre a dupla de protagonistas. Há cenas que fazem bastante referências a gameplay.

A prévia do próximo episódio também revelou algo que está por vir e que com certeza está deixando as expectativas de quem jogou o game em polvorosa: a primeira aparição do terrível Baiacu/Verme, a forma mais letal e perigosa dos infectados pelo Cordyceps. Será que o monstro será capaz de nos deixar suando frio igual ao game? Tomara!

Ah, fiquem ligados: o quinto episódio de The Last of Us irá estrear na sexta-feira, dia 10 de fevereiro, devido a exibição do Super Bowl que será exibida no próximo domingo. 

Para nossa alegria e para aliviar um pouco a ansiedade, não teremos que esperar muito para mais um episódio dessa série maravilhosa!

Escrito por:

9 textos

Carioca e jornalista de formação, mas escritora de coração. A escrita começou como uma brincadeira de infância, com papéis sulfite dobrados ao meio, uns grampos, um estojo de canetas, lápis e giz coloridos e muita imaginação para criar os primeiros livrinhos. Escolheu o jornalismo porque queria viver a história além de ajudar a registrá-la. Mas com a realidade cruel, retornou para os mundos dentro de sua cabeça, finalmente dando vida no papel.
Veja todos os textos
Follow Me :