Stevie Nicks: revolução, memória e potência feminina

A trajetória de Stevie Nicks, única mulher a ser incluída duas vezes no Rock n’ Roll Hall of Fame, é símbolo de revolução, memória e potência feminina.

Continue lendo >>

O Homem Invisível: uma alegoria sobre relacionamentos abusivos

No que perde em tentar alcançar o cinema de terror, O Homem Invisível ganha ao retratar o desespero, a desesperança e o aperto no peito de quem sofre nas mãos de um abusador – alegórica e literalmente. E também o alívio de conseguir sair viva.

Continue lendo >>

Delia Derbyshire: Doctor Who, música eletrônica e luta por igualdade

Cultuada pelos fãs de Doctor Who por sua interpretação da música tema da série, Delia Derbyshire foi muito mais do que uma pioneira da música eletrônica: sua recusa em ser limitada pelo sexismo e pelo classicismo que tentavam lhe impor na música se tornou inspiração de vida e de luta para muitos.

Continue lendo >>

Luna Nera – 1ª temporada: caça às bruxas e fraqueza de enredos

Ambientada na era da Caça às Bruxas do século 17, a série demora a engatar o que se propõe no mundo vasto da fantasia, chega a um desfecho que mais promete do que resolve e deixa o desejo do que uma próxima temporada poderá trazer.

Continue lendo >>

Sia: há mais de 25 anos cantando como um pássaro livre

Cantora, compositora, produtora e diretora, Sia já carrega mais de 25 anos de carreira e é considerada uma das maiores e mais consistentes artistas da atualidade. Mas alguns ainda não sabem que, para conseguir ganhar o mundo, Sia precisou salvar a si mesma.

Continue lendo >>

Carnival Row – 1ª temporada: roteiro fraco e reforço de estereótipos

Plots sobre migração, genocídio, crenças religiosas e marginalização social são alguns dos que se apresentam timidamente, como se fossem se tornar algo, mas caem por terra com o foco perdido em construções pouco carismáticas e intrigantes de clichês.

Continue lendo >>